Paquistão: Criminosos envolvidos em ataques a cristãos são soltos

Paquistão: Criminosos envolvidos em ataques a cristãos são soltos

Atualizado: Sexta-feira, 25 Setembro de 2009 as 12

No último sábado, 19 de setembro, 18 muçulmanos que haviam sido presos no início da violência em Gojra foram liberados da prisão de seu distrito. 

Gojra, uma pequena cidade da província de Punjab, Paquistão, virou o centro das atenções internacionais quando um grupo incendiou mais de 50 casas, o que resultou na morte de muitos cristãos. Centenas deixaram suas casas, temendo mais ataques de extremistas.

Os criminosos foram declarados inocentes por um comitê de muçulmanos e cristãos formado para promover a reconciliação entre os dois grupos, afirma a reportagem no jornal Dawn. O comitê recomendou que polícia apagasse os nomes dessas 18 pessoas do boletim de ocorrência.

Em resposta a libertação dos muçulmanos, Joseph Francis, diretor do Centro de Assistência jurídica (CLAAS em inglês), alegou que o chefe do Superior Tribunal de Justiça de Lahore é ''anticristão, preconceituoso e fanático''.

Joseph Francis afirmou que o chefe do tribunal concedeu liberdade para os homens muçulmanos sem avisar os advogados da igreja, pois assim eles não poderiam comparecer ao tribunal.

veja também