Paquistão: Muçulmanos responsáveis por ataques a cristãos são soltos

Paquistão: Muçulmanos responsáveis por ataques a cristãos são soltos

Atualizado: Terça-feira, 13 Outubro de 2009 as 12

A agência International Christian Concern (ICC) foi informada de que, no dia 12 de outubro de 2009, um tribunal paquistanês concedeu o direito à fiança para outros seis muçulmanos acusados de iniciar os ataques em Gojra, onde 11 cristãos ficaram feridos e 40 casas foram incendiadas.

O tribunal do distrito de Toba Tek Singh libertou Muhammad Adnan, Muhammad Ammar, Muhammad Safdar, Ali Raza, Javed-ur-Rehman e Amer Hayyat assim que eles pagaram a fiança no valor de 50.000 rúpias (cerca de US$ 600). Essa liberação aconteceu após outros  13 muçulmanos serem soltos em setembro (saiba mais).

''Tenho certeza que, assim que eles estiverem seguros, reiniciarão suas atividades anticristãs novamente'', disse Khalid Gill, em uma entrevista. Ele é um dos líderes da Aliança para todas as minorias paquistanesas, um grande partido político cristão do Paquistão.

Jonathan Racho, presidente do ICC, afirma: ''Estamos desapontados com a decisão do tribunal paquistanês de libertar os responsáveis pela violência contra os cristãos em Gojra. A impunidade com a qual os muçulmanos podem atacar os cristãos é preocupante. Essa última decisão manda a mensagem errada para os extremistas, que estão esperando para cometer violência contra as minorias cristãs no Paquistão''.

veja também