Paraguai: PEPE aproxima pais e alunos de Deus

Paraguai: PEPE aproxima pais e alunos de Deus

Atualizado: Terça-feira, 29 Setembro de 2009 as 12

O Programa de Educação Pré-Escolar (PEPE) no Paraguai tem alcançado muitas conquistas, para a glória de Deus. E uma delas é a aproximação dos alunos e seus pais do amor de Deus. A mais recente conquista aconteceu em setembro. Em Assunção, a Escola Batista Meu Pastor, dirigida pela missionária de Missões Mundiais Maria Rejane, firmou uma parceria com a Sociedade Bíblica do Paraguai para a criação do programa La fé viene por el oír (A fé vem pelo ouvir). Neste programa, 90 alunos escutam todos os dias histórias do Novo Testamento.

Como fruto da parceria, a missionária Maria Rejane recebeu Sociedade Bíblica do Paraguai vários exemplares do livro ''Ressuscitado''. Eles foram entregues aos professores e alunos da escola. O livro narra o plano de salvação, o Salmo 23, a vinda de Jesus pela segunda vez e os casos de pessoas que Jesus ressuscitou.

Todos os dias, antes de entrarem na sala de aula, os alunos do PEPE fazem um devocional. Isso os tem levado a um comportamento melhor. ''As crianças começam a entender a Palavra de Deus e a repassam aos seus pais. Alguns até voltam à igreja aos domingos para a Escola Bíblica Dominical, que a cada semana conta com a presença de mais visitantes'', conta Maria Rejane.

O que as crianças fazem nas turmas do PEPE tem impactado suas famílias. No início de setembro elas participaram da Festa Folclórica Paraguaia, na Escola Batista Meu Pastor, e cantaram hinos em guarani e dançaram. O evento emocionou a todos os pais.

Prova do cumprimento dos planos de Deus no PEPE é a insatisfação do inimigo, que tenta atingir a estrutura do programa. Marta, uma jovem da igreja, e que está sendo treinada pela missionária Maria Rejane para ser professora do PEPE, tem passado grandes tribulações em sua casa. Seu pai não é crente, é alcoólatra, não trabalha e explora os 10 filhos. Na família, apenas sua mãe, que também é membro da igreja, trabalha. Mas igreja está com a futura professora nesta batalha contra o inimigo, motivando-a a concluir o Ensino Médio e ajudando-a no que pode.

Outro motivo de oração no PEPE paraguaio é um menino de nome Lucas, de apenas 4 anos. A missionária lamenta a falta de interesse dele nas atividades infantis, preferindo coisas de pessoas adultas, com atitudes violentas e vocabulário inadequado. O pai de Lucas é separado e não tem tempo para dar a devida atenção ao seu filho. ''Tem sido muito difícil trabalhar com este pequeno, mas creio no poder transformador de Deus na vida desta criança'', conclui a missionária.

veja também