Pastor brasileiro lidera igreja multi-étnica nos EUA

Pastor brasileiro lidera igreja multi-étnica nos EUA

Atualizado: Quarta-feira, 12 Novembro de 2008 as 12

Por Myrian Rosário

Um plantador de igrejas: assim se define Darcy Caires Júnior, pastor da igreja Astoria Community Church, nos Estados Unidos. Segundo ele, a Astoria tem 200 mil habitantes, que representam 120 nações diferentes. "Nossa idéia era montar uma igreja preparada para receber gente de outros povos, que falasse outras línguas", conta. "Lá, 60% dos habitantes falam outra língua em casa, que não o Inglês". A igreja, plantada em 2002, tornou-se auto-suficiente em apenas três anos.

O "caldeirão" étnico-cultural da Astoria Community Church, começa a ser desenhado a partir da liderança. Caires Júnior é casado com Cristina, uma brasileira criada em Honduras, e divide o pastoreio com David Ellis, um americano que foi missionário na República Dominicana. "Temos hoje 170 membros vindos de todos os estados norte-americanos. Já promovemos um jantar em que havia 17 nações representadas", festeja. "Na nossa igreja, pode-se ver diferentes tonalidades de pele. Há asiáticos, coreanos, japoneses e muitas pessoas da América Central. Entre os membros, temos doutores, profissionais liberais e trabalhadores braçais. É uma verdadeira mistura de nações. Estamos aprendendo a viver o evangelho com essas diferenças".

Caires Júnior diz que demorou muitos anos para que ele descobrisse que era um missionário que saiu do terceiro mundo para pregar no primeiro. Desde 98, o pastor brasileiro também faz missões em Moçambique. "Vou para lá a cada dois anos e mantenho uma equipe de plantadores de igrejas e manutenção de liderança, principalmente, nas cidades menores, onde as pessoas não têm acesso à educação formal. Na base, há um missionário, o João Barbosa. Os nativos desenvolvem um bom trabalho de evangelismo, nós só temos que equipá-los", conclui.

veja também