Pastor da IAP relata testemunho de garota moçambicana

Pastor da IAP relata testemunho de garota moçambicana

Atualizado: Sexta-feira, 9 Agosto de 2013 as 11:25

'Plantando Esperança' é o nome do projeto missionário realizado pela Igreja Adventista da Promessa, em Moçambique.
 
O pastor Osmar Pedro, atual diretor de missões da IAP, escreveu o testemunho de uma garota que encontraram no ano de 2012. Confira o que ele publicou: 
 
 
pastor Osmar e garota moçambicanaJunho de 2012: mês em que se iniciou o Projeto Plantando Esperança na IAP em Moçambique. 
 
Descemos ao Rio Nataléia para vermos o lugar onde as irmãs buscavam água e nos deparamos com uma cena que nos causou indignação: uma mãe com um bebê amarrado às costas (jeito tradicional de uma mãe carregar um filho em Moçambique), carregando na cabeça uma enorme lata com água, acompanhada de uma filha pequena visivelmente doente e debilitada. 
 
Essa mãe obriga sua filha a carregar outra lata com água em sua cabeça.
Não tínhamos como concordar com aquilo.
 
Ao tomarmos a lata de água da menina, fomos logo repreendidos pela mãe: Ela precisa levar: disse ela.
Não podemos concordar com isso, não se preocupe vamos levar no lugar dela, dissemos.
 
A mãe meio que contrariada concorda. Quando chegamos ao alto, nos disse, vou para outro lado, agora me dê a lata com água, vou levar.
 
“Senhora sua filha está doente, se não levá-la ao médico ela vai morrer.
Eu sei, mas o que fazer, não tenho dinheiro.
Quanto é? Perguntamos. 
Duzentos Meticais para a consulta (referente a R$ 15,00), fora os remédios.
Somos pastores e representamos aqui a Igreja Adventista da Promessa e vamos pagar a consulta e os remédios.”
Quinhentos Meticais dá? ( Em torno de R$ 32,00)
Há de dar. Respondeu a mãe aliviada.”
 
Agosto de 2013, 14 meses se passaram, estamos em Nataléia.
 
Há algumas crianças para se inscreverem no programa de Adoção Educacional, irmã Lucia tendo a seu lado uma linda menina fala em Macua “Tiolá mutianene”, “tiolá mutianene”.
Irmão Pastola, o que a irmã Lucia está dizendo?
 
“Pastor ela está a dizer que “é esta a menina”, “é esta a menina” que vocês ajudaram no caminho do rio. 
Ela sarou e num culto de sábado a mãe a trouxe à igreja e disse:
Vou trazer minha filha todos os sábados a esta igreja, e quero pedir a vocês que ensine a Palavra de Deus a ela.”
Não imaginávamos que um gesto tão simples de nossa parte, Jesus iria fazer representar tanto para a vida de uma pessoa.
 
Hoje a Natércia está inscrita no programa de Adoção Educacional e todos os sábados louvando a Deus com nossos irmãos.
 
Bem vinda Natércia a família Promessista.
 
Bendito seja o nome do Senhor, Glória a Deus, Aleluia.
 

veja também