Pastor e escritor, Luiz Leite manda carta de missão no Nepal

Pastor e escritor, Luiz Leite manda carta de missão no Nepal

Atualizado: Segunda-feira, 16 Novembro de 2009 as 12

Ola amados,

Graca e paz.

Saudade de vocês, saudade do Brasil. Nós somos muito privilegiados, mas ainda não sabemos. A vida no Brasil, apesar dos pesares, é bastante tranquila comparada com alguns lugares como este aqui. Este é o mundo deles, estão naturalmente perfeitamente adaptados e, seguindo uma lógica simples, só estranha quem é estrangeiro, no caso, o cara pálida aqui. A gente estranha bastante, mas no final é tudo muito válido.

Acabei de chegar ao Hotel. Faz frio, estou sujo (empoeirado), não tem água quente e a luz (todo ia falta luz), para melhorar, foi embora de novo... que tal?  Como eu disse, estou amando esse país... e olha que estou na capital.

Estou me sentindo em casa por aqui. Os nepaleses são baixinhos, de forma que me sinto confortável com minha estatura... ninguém aqui me chamaria de baixinho! De qualquer não fariam isto pois são mui amáveis.

Pela manhã sofri um acidente que quase me roubou o dia. Bati com a cabeça numa porta com tanta força que o sangue escorreu... o pastor e a família onde eu estava ficaram muito preocupados e cuidaram de mim com muito carinho... por fim, refletindo mais tarde sobre o acidente ele disse: "Pastor Luiz, o derramar do seu sangue no chão do Nepal foi profético..."  fiquei com aquilo na cabeça pois fazia muito tempo que não via meu sangue jorrar daquela maneira. De alguma maneira meu sangue ficará no chão do Nepal. Não me importaria de derramá-lo totalmente para ver esse pequeno país liberto das terríveis cadeias que o prende.

Como seria mesmo bom não lavar a cabeça por causa do ferimento, como faz frio e não tem luz nem água quente, vou dormir sem tomar banho... como se vê, todas as coisas cooperam....

Precisava comer alguma coisa mas não tenho disposição para sair pois está muito escuro e posso me perder nos becos... becos? Sim, disse becos. A cidade, com exceção do centro, não tem ruas... são becos, vielas, sem asfalto... por essa razão há uma nuvem de poeira tão grande sobre a cidade que não dá para acreditar. A noite passada eu tive dificuldade para dormir em razão da irritação que me acometeu por causa da poluição e da poeira no ar. Muitas pessoas usam mascaras para andar pelas ruas tamanha a poluição. Não tenho disposição para sair.

Graça e paz,

Luiz Leite

Luiz C. Leite é pastor, psicanalista, administrador de empresas, conferencista e escritor. Autor de "O poder do foco", editora Memorial; e "A inteligência do Evangelho", editora Naós; além de vários títulos por publicar.

Presidente da International Fellowship Network, uma entidade que "adota" pastores pobres na África e na Ásia, proporcionando assistência financeira, espiritual e desenvolvimento de liderança. Opera hoje no Nepal, Paquistão, Índia, Camboja, Vietnã, Uganda e República Centro Africana.

A finalidade é "tornar o fardo desses pastores mais leve para que eles possam andar mais rapido". A ordem é cuidar dos Amos e Elias e Eliseus de Deus, profetas pobres, servindo a comunidades carentes em regioes de risco.

Confira o blog do escritor: http://luizvcc.wordpress.com/

- Clique no link para ver o vídeo do livro "O PODER DO FOCO"

- Clique no link para ver vídeo do livro "A INTELIGÊNCIA DO EVANGELHO"

veja também