Pastor indiano sofre atentado e sai ferido

Pastor indiano sofre atentado e sai ferido

Atualizado: Terça-feira, 4 Janeiro de 2011 as 2:24

O pastor Samuel Isaac, coordenador do Conselho Global de Cristãos Indianos (CGCI), ficou gravemente ferido quando foi atingido entre o pescoço e o ombro com um cutelo, na frente de sua esposa e de seus dois filhos, enquanto ele conduzia a reunião.

Ele foi levado para o Hospital Chigateri para tratamento. O pastor teve que passar por uma transfusão de sangue e receber doze pontos para fechar a ferida.

A polícia prendeu um homem identificado apenas pelo nome de Bansava, na sequência de um inquérito.

Sajan George, presidente do CGIC, acusou os invasores de ter uma "clara intenção de matá-lo", mas ficou aliviado por Samuel sobreviver e agradeceu a Deus.

Ele também criticou as leis anti-conversão atualmente acolhidas em vários estados indianos, a rotulagem da legislação como uma "desculpa para a violência anti-cristã."

"O governo do Bharatiya Janata Party tem que perceber que a lei anti-conversão tem um histórico de abuso por fundamentalistas hindus", disse ele, segundo a agência AsiaNews.

Embora a Constituição da Índia preveja a liberdade de religião, seis dos 28 estados restringem essa liberdade com a legislação que permite a punição de convertidos religiosos que não informam o estado.

Embora as leis não existam em Karnataka, sul da Índia onde ocorreu o incidente, houve uma forte demanda para introduzir políticas similares.

Um recente relatório da Associação Evangélica da Índia mostra um aumento na violência contra os cristãos indianos durante a última década, com 149 ataques em 2010.

A maioria dos casos ocorreu em quatro estados, indicando que os ataques aos cristãos não são incidentes de rua, mas fazem parte de uma campanha sistemática pelos influentes nacionalistas hindus, afirma o relatório EFI.

Em 2008, o maior caso de violência contra cristãos ocorreu quando extremistas hindus assassinaram 110 irmãos e destruíram 170 igrejas e 4.500 casas após o assassinato de um líder hindu.

O hinduísmo é a principal religião da Índia, com cerca de 80% dos 1,1 bilhão de pessoas no hinduísmo. Os cristãos representam 2,3% da população.

veja também