Pastor iraniano pode ser condenado à morte caso não negue a sua fé

Pastor iraniano pode ser condenado à morte caso não negue a sua fé

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2011 as 11:25

A Suprema Corte do Irã afirmou que um pastor evangélico acusado de apostasia pode ser executado caso não desista de sua fé, de acordo com a cópia do veredito obtido por um grupo de ativistas do direito de religiosos.

A ONG Christian Solidarity World conta que Yousef Nadarkhani, pastor nascido no Irã, foi preso em 2009 e condenado à morte no fim do ano passado. Ele pode ter a sentença suspensa caso renuncie à sua religião

Pessoas próximas a Nadarkhani dizem que é pouco provável que ele faça o que é pedido pela Justiça iraniana.

Caso Nadarkhani não renuncie à fé cristã é incerto o que poderá ocorrer com ele.

Cristãos e grupos pró-direitos humanos dizem que apostasia não é um crime previsto no Código Penal iraniano.

Nadarkhani se converteu ao cristianismo quando ainda era adolescente. Ele trabalhava como pastor evangélico e converteu diversos muçulmanos ao cristianismo.

veja também