Pastor Youssef Nadarkhani já recebeu a sentença de morte

Jornal Nacional destaca sentença de morte de pastor no Irã

Atualizado: Sexta-feira, 24 Fevereiro de 2012 as 9:16

O Jornal Nacional exibiu uma reportagem destacando o drama vivido pelo pastor Youssef no Irã. Cristão, Nardarkhani foi sentenciado a pena de morte por largar o islã pelo cristianismo.


Ele se tornou cristão aos 19 anos de idade e três anos depois, já pastor evangélico, fundou uma pequena comunidade cristã na cidade de Rasht, a noroeste de Teerã. Nadarkhani foi preso, acusado de abandonar a fé islâmica, e recebeu a sentença máxima: morte por enforcamento.

O pastor, por três vezes, recebeu proposta de abandonar o cristianismo e voltar para o islã, em troca da suspensão da pena de morte. Youssef Nadarkhani não aceitou.

 A execução é sempre feita em secreto pelas autoridades iranianas não pode-se afirmar que o pastor esteja vivo. Para Jordan Sekulow, diretor do centro Americano de Lei e Justiça, a única coisa que pode salvar Nadarkhani é a pressão internacional, principalmente de países como o Brasil, que tem boas relações diplomáticas com o Irã.

Assista reportagem completa exibida pelo jornal da rede Globo

veja também