Pastores cantam de alegria ao ganhar bicicletas para pregar em aldeias da África

Pastores de aldeias do Moçambique e Zimbábue, apoiados pela Missão Mãos Estendidas (MME), receberam doações de bicicletas.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Sexta-feira, 14 Junho de 2019 as 3:32

 

Para muitos, uma bicicleta é um instrumento de esporte e lazer. Para pastores de aldeias remotas da África, uma bicicleta pode transformar a dinâmica de uma comunidade inteira e possibilitar que o Evangelho seja levado a lugares distantes.

Nesta quinta-feira (13), pastores de aldeias do Moçambique e Zimbábue receberam doações de bicicletas através da Missão Mãos Estendidas (MME), que atua há 20 anos em países como Moçambique, Malawi, Zimbábue e Zâmbia.

“Por serem pastores de aldeias, essas bicicletas são muito importantes. Hoje, expressamos nossa gratidão a quem ofertou. A MME trabalha com parcerias estratégicas, para que possamos, como Reino de Deus, ir além de forma mais rápida e intensa”, disse o pastor Elias Marcelo Caetano, presidente da MME, ao Guiame.

A entrega das bicicletas aconteceu durante o Seminário Bíblico Intensivo na cidade da Beira, o local mais devastado pelo ciclone Idai. O seminário de capacitação teológica acontece a cada seis meses e tem a duração de cinco dias.

“Os pastores recebem os materiais que trazemos para que eles possam se desenvolver a nível de estudo teológico”, explica Elias.

Meios que transformam

De acordo com o pastor Saulo Porto, diretor de ensino da MME, as bicicletas beneficiam comunidades inteiras.

“Quando você olha para esses pastores, a maioria deles vêm de aldeias normalmente isoladas. Não fazemos ideia de como um objeto desse, que é tão simples, como uma bicicleta, pode trazer grande transformação para toda uma aldeia”, observa Saulo.

“Na maioria das vezes, a bicicleta é o único meio de transporte entre a aldeia e a estrada. Então, muitas vezes, o que você vê como uma bicicleta se torna uma ambulância ou um instrumento de comunicação com outros lugares. Ou seja, traz um grande benefício para toda a aldeia”, acrescenta.

veja também