Pr. Antônio Galvão relata impacto evangelístico em igrejas cubanas

Pr. Antônio Galvão relata impacto evangelístico em igrejas cubanas

Atualizado: Terça-feira, 26 Janeiro de 2010 as 12

Após liderar uma caravana formada por 21 pastores e líderes de igrejas batistas no Brasil, entre os dias 17 e 26 de novembro de 2009, o Pr. Antonio Galvão - Coordenador de Missões Mundiais para Cuba - retornou ao Brasil grato a Deus por mais esta oportunidade de compartilhar o Evangelho com aquele povo e ainda mais determinado em orar e agir em prol do crescimento das igrejas batistas em Cuba que, segundo ele, hoje se encontram em situação precária. A seguir, veja o relato do Pr. Galvão sobre o que ele viu nessa última caravana a Cuba.

Pr. Antonio Galvão - Coordenador de Missões Mundiais para Cuba

Uma igreja comprometida na evangelização do povo

Sem dúvida o que impacta qualquer pastor brasileiro ao visitar as igrejas em Cuba é ver o quanto são precárias. Pouquíssimas possuem templo onde possam acolher as pessoas dignamente. A maioria das igrejas se reúne nas casas ou em templos velhos. As igrejas aproveitam qualquer chance para abrir as chamadas Casa Culto (os pontos de pregação). Vale lembrar que o governo reconhece as Casas Culto como anexos das igrejas. Mas para a Convenção elas são igrejas. E os cubanos estão ávidos por Deus. Em nossos contatos nas ruas e nas casas as pessoas queriam saber mais e mais acerca do amor de Deus. Em apenas cinco dias de campanha tivemos mais de 200 decisões de pessoas aceitando a Cristo.

Cruzadas Internacionais:

Essa é a grande ferramenta que as igrejas usam para dinamizar seus trabalhos. Toda igreja realiza, pelo menos, uma Cruzadas Internacional de Evangelização por ano. Observando a seriedade como eles se prepararam para essas cruzadas, relembro o que nós batistas aqui no Brasil fazíamos nas preparações da primeira e segunda Campanha Nacional de Evangelização. Os pastores dessas igrejas cubanas são obreiros nossos e se dedicam ao trabalho de ganhar Cuba para Cristo, que é o lema deles há vários anos. Um exemplo é o projeto ''Cristo Centro'' para evangelizar a parte menos alcançada da ilha de Cuba, o centro do país. A meta deste projeto seria organizar 100 igrejas em 10 anos, mas em apenas 3 anos já foram organizadas mais de 60 igrejas. Eles são verdadeiros exemplos de igrejas comprometidas em ganhar vidas para Jesus.

Uma juventude comprometida com o trabalho missionário

Entre os dias 13 e 15 de novembro cerca de mil jovens estiveram reunidos em um Congresso da Juventude na Primeira Igreja Batista na cidade de Camaguey. A cada ano, em locais diferentes do país, a liderança da juventude da Convenção Batista Oriental reúne, em média, mil e duzentos jovens para encontros de despertamento e capacitação à obra de Deus. A juventude está à frente das Casas Culto e das células de oração. São jovens comprometidos, que estão lotando os dois seminários batistas no país. Com isso, existe uma grande expectativa por parte da Convenção em ver suprida sua carência de pastores. Hoje ela conta com aproximadamente 280 pastores para cerca de 400 igrejas e 790 congregações.

Cada pastor que fez parte da caravana voltou com o sentimento de adotar os obreiros onde trabalharam. Tenho certeza que eles farão isso. Mas o apelo se estende a você. Com apenas R$ 100,00 mensais você, ou sua igreja, pode adotar integralmente um obreiro batista em Cuba. Escreva hoje mesmo para [email protected] ou telefone para (21) 3353-0175 e seja você também um anunciador da Palavra de Deus em Cuba.

veja também