Preso há um ano, advogado cristão continua vivo

Preso há um ano, advogado cristão continua vivo

Atualizado: Terça-feira, 30 Março de 2010 as 12

Neste domingo, 28 de março de 2010, o advogado de direitos humanos Gao Zhinsheng falou com sua esposa e seus filhos pela primeira vez em um ano, confirmando que ele ainda está vivo. Falsos rumores de sua morte, tortura e fuga da custódia do governo chinês encobriram a ausência de Gao com muito mistério. As breves conversas por telefone com a mídia ocidental marcam o primeiro contato oficial que o público tem com ele desde seu sequestro em 4 de fevereiro de 2009.

Ao telefone, Gao confirmou à AP e Reuters que ele foi solto da detenção há seis meses, e depois levado para uma casa na montanha Wutai Shan, um local sagrado para os budistas. Ele se recusou a dar detalhes sobre suas condições, dizendo que, legalmente, não poderia dar entrevistas.

Li Heping, amigo e também advogado de direitos humanos, confirmou ter conversado com Gao no domingo. ''Com certeza é ele. Eu falei com ele no telefone. Posso afirmar pelo modo de falar que era ele''. Quando Li perguntou se podia visitá-lo, Gao se recusou a dar detalhes sobre seu paradeiro, dizendo que ''estava cercado de amigos'', indicando que ele estava sob constante vigilância das autoridades chinesas.

A esposa de Gao, Geng He, e seus dois filhos ficaram muito emocionados e aliviados quando falaram com ele no domingo. As crianças não paravam de chorar. Depois, Geng He fez uma declaração apelando ao governo chinês que permita que Gao seja unido a sua família nos Estados Unidos.

veja também