Projeto missionário que atende comunidades na Amazônia busca voluntários

Projeto missionário que atende comunidades na Amazônia busca voluntários

Atualizado: Sexta-feira, 25 Fevereiro de 2011 as 9:09

No ano em que completa oito décadas como histórico projeto de solidariedade adventista na Amazônia, a lancha Luzeiro XXVI é uma inspiração e sinônimo de esperança para quem não tem, ao menos, a oportunidade de contar com atendimento médico semanal. O jovem pedreiro Ezequias Severino da Conceição, de 23 anos, é um dos que não tinha acesso a qualquer serviço odontológico há pelo menos dois anos. O motivo é óbvio. Ele mora na comunidade de Dominguinho, município de Caapiranga (no coração da Amazônia), distante 120 quilômetros da capital do Amazonas, Manaus. Nesta semana, ele aproveitou a presença de uma dentista que atendeu durante algumas horas dentro da lancha Luzeiro, administrada pela Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistência Social – ADRA Amazonas, para fazer limpeza. “Eu pensei que ia precisar arrancar o dente também, mas depois acabou não acontecendo”, disse o pedreiro à reportagem da ASN (Agência Adventista Sul-Americana de Notícias).

Conceição faz parte do grupo de duas mil pessoas regularmente atendidas em 32 comunidades localizadas junto ao grande rio Manacapuru pela lancha. Desde maio de 2010, a  lancha voltou a singrar os rios novamente e a enfrentar todo tipo de dificuldade para reativar uma missão que  nasceu no coração dos missionários norte-americanos Leo e Jessie Halliwell. No ano de 1931, eles iniciaram o trabalho pioneiro de atendimento às comunidades amazônicas com um pequeno barco que levava saúde e esperança. Trabalharam por 30 anos e percorreram mais de 60 mil quilômetros de águas navegáveis na bacia do rio Amazonas.

A motivação dos Halliwell é a mesma da dentista Cione Vasconcelos Duarte, que trabalha em Manaus e em outras cidades do Amazonas, mas é uma voluntária sempre pronta para cooperar com o trabalho da lancha. Já ajudou na Bolívia e hoje se sente realizada em poder colaborar com seus conterrâneos menos favorecidos. O relato completo dela, de Ezequias e outros beneficiados pela lancha você vai ver em breve nas próximas edições da ASN TV.

O projeto da lancha Luzeiro tem o desafio de ampliar sua atuação. Além de buscar recursos para manter uma estrutura que permanentemente está nas águas, há necessidade de voluntários. O pastor Landerson Santana, diretor da ADRA Brasil – Regional Amazonas, explica que já está em ação a iniciativa chamada Aventura Solidária que busca captar voluntários interessados em servir durante o período de férias ou folga na região amazônica. Em julho deste ano, uma expedição já está marcada e os profissionais interessados em doar tempo e habilidades para o atendimento a comunidades ribeirinhas como as de Ezequias terão a oportunidade de ajudar. Os contatos podem ser feitos pelo site www.voluntariosadventistas.org ou diretamente para o e-mail [email protected] .

veja também