"Rádio um dos meios mais poderosos para evangelizar" diz missionário

"Rádio um dos meios mais poderosos para evangelizar" diz missionário

Atualizado: Segunda-feira, 5 Setembro de 2011 as 2:24

Rádio é um dos meios mais poderosos para comunicar o evangelho, especialmente em áreas rurais. É o que diz Daniel Punos missionário na Ásia. É por isso que o grupo de missões vem investindo em divulgação de rádio há mais de 30 anos.

Punos diz que o rádio é mais eficaz na Ásia do que nos Estados Unidos, porque as pessoas vem para ouvir como faziam durante a época de ouro do rádio: “Famílias inteiras se reúnem em torno do rádio nas aldeias para ouvir o evangelho e a Palavra de Deus através do rádio, no momento é um dos meios mais poderosos para comunicar a verdade da Palavra de Deus.

Em relatório de Punos a GFA(Gospel for Ásia) diz que tem mais de 110 línguas sendo falada no rádio alcançando a Índia, Nepal, Sri Lanka, Birmânia e outros países do Sudeste Asiático. “Recebemos mais de 1 milhão resposta de pessoas durante um ano que testemunha que está pela primeira vez  ouvindo a respeito de Jesus”, acrescenta Punos, lendo as respostas, por vezes, revelam experiências de conversão.

Punos diz que o rádio é capaz de entrar em lugares impossíveis aos cristãos: “O rádio não sofre ameaças.Se alguém se sentir incomodado com o rádio, a pessoa pode simplesmente desliga-lo sem qualquer ameaça.”

Em lugares os os cristãos sofrem perseguição o rádio é muito eficaz na evangelização.diz Punos -  “Através do rádio não é apenas pregando sobre o ar, mas abordar as dificuldades e problemas específicos da sociedade, famílias e pessoas”, explica ele.”Falamos sobre as razões, e depois falamos sobre o que a Bíblia diz como Jesus pode responder as orações de ajuda.”

Enquanto GFA (Gospel for Ásia) já está tendo um impacto na Índia, ainda há muito mais para fazer. Punos quer crescer o alcance de pelo menos 300 línguas. Só na Índia, há 1.000 dialetos, diz ele, e essas pessoas precisam ouvir o evangelho.

De acordo com Punos, rádio vai à frente do seu povo. Ele nos diz sobre a carta de uma ouvinte, que dizia: “.. Todas as manhãs, nos reunimos em torno do rádio para ouvir a transmissão. Nós todos entregamos o nosso coração para Jesus -Você poderiam por favor mandar alguém para nos ensinar a Palavra?, pois precisamos aprender. Antes de chegarmos no local, uma igreja já tinha sido formada pelos ouvintes”

veja também