Ramadã chega ao fim

Ramadã chega ao fim

Atualizado: Quarta-feira, 31 Agosto de 2011 as 4:04

Foram 30 dias especiais de oração pelo mundo muçulmano. Aqueles que se dispuseram, oraram por nossos irmãos que sofrem um aumento na perseguição durante esse mês especial de jejum para o islamismo.

Diversos relatos saíram na mídia secular sobre ataques e explosões durante esse período, mas parte das notícias começarão agora.

No entanto, ainda que o mês especial de oração tenha sido encerrado, nosso compromisso em orar por aqueles que pagam um alto preço por sua fé deve continuar. E o clamor em favor da salvação dos muçulmanos também. Como diz o Irmão André, ISLAM (Islã, em inglês) deve significar: I Sincerely Love All Muslims - Eu sinceramente amo todos os muçulmanos.

O texto abaixo foi retirado de uma entrevista feita com o Irmão André em dezembro de 2008, para a revista holandesa Revival.

"Uma coisa é certa" - ele diz: "A paz não surgirá da linha política ocidental. É mais importante encontrar a causa do problema. E como fazemos isso? Estabelecendo contato com pessoas que pensam de modo isolado e, por causa disso, são removidas da sociedade".

"Temos que conversar com o Talibã, Hamas e a Jihad Islâmica. A Portas Abertas faz isso. Não falamos sobre política, mas sobre os planos do Senhor Jesus. Não servimos uma ideologia política, mas o Corpo de Cristo e o Reino de Deus. No momento, parece que é necessário escolher entre dois lados em guerra. Nós não fazemos isso. Nós somente mostramos o único problema real: o problema do pecado. Alguns anos atrás, um psicólogo cristão me disse: 'Se convencermos as pessoas em instituições psiquiátricas de que seus pecados podem ser perdoados, 50% delas poderiam voltar para casa'. Eu concordo com ele. O problema é o pecado."

"Ao invés disso, chegamos com a Bíblia e uma mensagem de esperança para os que são nossos inimigos, decidindo amá-los. Porque é isso o que Jesus nos diz para fazer. 'Ame seus inimigos e ore por aqueles que o perseguem'. E o que acontece depois? De repente, eles não serão mais seus inimigos, mas seus amigos."

veja também