Reunião define detalhes do impacto missionário brasileiro na Albânia

Reunião define detalhes do impacto missionário brasileiro na Albânia

Atualizado: Terça-feira, 14 Junho de 2011 as 10:43

Em reunião ocorrida no domingo, 12 de junho, na sede da Associação Paulista Central, cerca de 30 jovens voluntários avaliaram os últimos detalhes da viagem missionária para a Albânia, que será no dia 26 de junho.

Com população de cerca de 3 milhões de habitantes – 60% de maioria muçulmana –, a Albânia é uma república parlamentarista funcionando recentemente sob regime democrático. 

Inspirados pela Missão Calebe, os jovens visitarão o país europeu durante 22 dias e distribuirão 15 mil livros “Sinais de Esperança”. A obra, escrita pelo pastor Alejandro Bullón, já foi traduzida para o albanês. Os voluntários também realizarão projetos sociais e comunitários.  O objetivo é alcançar todas as residências de Korcea, importante cidade a sudeste de Tirana, capital do país.

Durante a reunião, os coordenadores da viagem repassaram informações sobre estadia, segurança, detalhes sobre a Igreja Adventista albanesa e curiosidades do país. A coordenação da equipe será feita por líderes adventistas da região central de São Paulo.

O pastor Alceu Filho, diretor do Ministério Jovem da Associação Paulista Central, sede adventista para esta região do Estado, acompanhará a missão junto com o pastor Oliveiros Ferreira e Elange Ferreira, respectivamente presidente e líder do Ministério da Mulher para este território do principal estado brasileiro. Jonas Schwertner, guia de viagens da comitiva, também participou do evento com orientações sobre cuidados de viagem.

“Korce vai ser a primeira cidade europeia evangelizada pelo livro Sinais de Esperança em todas as residências; são cerca de 15 mil casas”, afirmou o pastor Oliveiros Ferreira. Para o pastor Alceu Filho, o encontro servirá para motivação missionária da juventude. “Nosso desafio é motivar jovens e fiéis adventistas da região central de São Paulo para que se tornem missionários, em sua vizinhança e também ao redor do mundo”, disse o pastor Filho.

O primeiro missionário a viajar para o Brasil foi Albert Stauffer, em 1983. Designado pelo escritório mundial da Igreja Adventista, Stauffer veio acompanhado de uma equipe de evangelistas e espalhou literatura em cidades do interior de São Paulo, como Indaiatuba, Rio Claro e Piracicaba.

Hoje, quase 120 anos depois, a mobilização de jovens em favor de um impacto missionário na Albânia sinaliza algo histórico: é um marco por ser a primeira expedição voluntária brasileira de evangelismo em outro país, e também transmite uma retribuição ao esforço de evangelistas americanos e europeus para o surgimento do adventismo no Brasil.

veja também