Rivais de gangues são batizados juntos após inauguração de igreja em prisão nos EUA

O batismo foi feito pela Gateway 6 meses após inaugurar uma igreja dentro da prisão de segurança máxima.

fonte: Guiame, com informações da Fox News

Atualizado: Quinta-feira, 6 Junho de 2019 as 9:06

Prisioneiros se batizam em prisão. (Foto: Gateway Church TV / YouTube)
Prisioneiros se batizam em prisão. (Foto: Gateway Church TV / YouTube)

Seis meses atrás, a megaigreja a Igreja Gateway no Texas plantou uma igreja dentro de uma prisão de segurança máxima que abriga 4.200 criminosos. Desde então, eles viram mudanças incríveis acontecerem dentro da prisão, incluindo um recente batismo de membros de gangues rivais.

Na semana passada, o diretor convidou a Igreja Gateway para batizar um grupo de prisioneiros na Prisão de Coffield, que estão em segregação administrativa, mais conhecida como confinamento solitário. Eles passam 23 horas do dia atrás de sólidas portas de aço com orifícios de ar por causa de quão perigosas elas são.

De acordo com a Fox News, cinco membros de gangues ou cartéis foram batizados na semana passada depois de pedirem para ser feitos novos em Jesus Cristo.

Niles Holsinger, pastor do campus da Gateway Coffield Prison, disse à Fox News que foi “alucinante” o que ele testemunhou na última quarta-feira.

Para batizar os cinco homens, que tinham as mãos, os pés e as cinturas acorrentados, os guardas tiveram que tirar tudo da prisão por causa de preocupações com a segurança.

“Eles não podiam levantar os braços acima da cintura, cada um com um guarda em cada lado, que não sairiam do lado deles até que estivessem na água”, disse Holsinger.

Três deles foram colocados de um lado. Dois homens do outro. Um guarda de campo disse ao pastor que era porque eles eram de gangues rivais e que a única maneira de eles deixarem as gangues ou cartéis é a morte.

Holsinger falou com cada um dos caras em confinamento solitário, cada um com uma história violenta.

“Eu tentei da minha maneira toda a minha vida e isso me trouxe até aqui”, disse um dos prisioneiros ao pastor do campus. “Quero tentar o caminho de Deus... sairemos da água como novos homens”.

Um por um os homens foram batizados.

“Esses caras, de duas gangues diferentes, professavam o mesmo Senhor e foram batizados na mesma água juntos e saíram juntos, os guardas não seguram mais em seus braços porque Deus fez algo em suas vidas”, disse Holsinger.

Mas foi o que ele viu depois que o chocou.

Cada um dos reclusos, ensopados de água e completamente vestidos, tremia de medo.

“Esses caras literalmente sabem que estão colocando sua vida em risco e eles estão fazendo isso de qualquer maneira”, disse o pastor do campus.

 “Nunca uma vez na minha vida senti que a minha decisão de seguir Cristo me colocaria em perigo ou desconforto... para esses caras entrarem e eles serem tão humildes e gentis... para vê-los saindo tremendo, eles talvez tenham ficado com medo por sua vida sem saber o que aconteceria, mas não se arrependeram da decisão que acabaram de tomar. Isso foi alucinante para mim”.

Os 14 prisioneiros restantes em confinamento solitário serão batizados em julho e a igreja também está planejando levar milhares de Bíblias para abastecer a prisão para entregar aos internos individuais e novos em uma parceria com a estação de rádio local, KCBI.

A Gateway planeja lançar mais seis campi de prisão em todo o Texas até o início de 2020.

 

 

veja também