Romênia retira evolucionismo do currículo de suas escolas

Romênia retira evolucionismo do currículo de suas escolas

Atualizado: Terça-feira, 18 Agosto de 2009 as 12

A Romênia retirou o ensino da teoria da evolução das escolas, possível resultado do aumento de uma tendência de conservadorismo na educação. Educadores afirmam que retirar esse conteúdo do currículo irá distorcer o entendimento das crianças de como o mundo foi criado. Ao mesmo tempo, as escolas religiosas continuarão ensinando que foi Deus quem criou o mundo em sete dias. A disciplina de biologia foi também reduzida para duas horas por semana para os últimos dois anos da escola secundária. No lugar da teoria da evolução, os alunos aprendem sobre ecologia e meio ambiente, conteúdos que, segundo um professor de biologia Romeno, as crianças acham ''enfadonho''.

Em 2006, o ministro de Educação e de Investigação também retirou Voltaire, Camus e Nietzsche do currículo de filosofia. Esses três autores são conhecidos por serem críticos da religião. Atualmente, crianças romenas têm aulas de religião dos sete aos dezoito anos. Essas mesmas crianças também são ensinadas a ir à igreja aos domingos de manhã. Existem propostas para que aulas de religião sejam consideradas obrigatórias no sistema educativo, independentemente da opinião dos pais. Crianças que não assistem às aulas de Religião teriam que assistir aulas de Educação Religiosa e Moral.

veja também