Saúde do missionário

Saúde do missionário

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 11:39

1.O SEU ESTILO DE VIDA PRECISA DE UM ‘CHECK UP’ PARA 2011?

O estresse pode ser parte da vida diária quando trabalhamos no exterior. Mesmo se você não está em uma zona de conflito, os desafios de completar uma tarefa, tais como a obtenção do carimbo requerido em um formulário podem facilmente fazer seu temperamento ferver.

A necessidade de dar um grito ocasionalmente é até aceitável, mas será que você precisa reavaliar quanto tempo está tirando para descansar e se recuperar; precisa examinar o equilibro entre o trabalho e a vida fora do trabalho?

O início de um novo ano é uma boa hora para avaliar as questões abaixo. Quais seriam as suas respostas?

Como faço para relaxar?

Se a resposta é 'Eu não faço', então você deveria se perguntar o porquê disso. Talvez você esteja vivendo como um trabalhador de emergência, numa tenda partilhada, trabalhando 18 horas por dia durante semanas a fio. Ou talvez seja um obreiro sozinho em uma zona rural da África, onde há muito trabalho para uma só pessoa. Quaisquer que sejam as suas razões, todo mundo precisa repor algo na vida, a fim de se manter completamente recarregado para o trabalho. Se o único entretenimento local é negociar os pontos de verificação de segurança, então pode ser necessário adotar uma abordagem proativa sobre a forma como você relaxa. Pense sobre as seguintes sugestões e como você pode aplicá-las à sua situação:

Leve algo para fazer que ajude você a se desligar. Isso pode ser um livro para ler, um diário para escrever, tricô, costura,  quebra-cabeças ou DVDs que você possa assistir em um laptop. Faça alguma atividade física. Rotinas que envolvem alongamento, como pilates podem ser aprendidas a partir de um livro e feitas no seu quarto. Verifique se a sua agência ou companhia estipula tempo para descanso regular, e mantenha este tempo livre na sua agenda. Faça um Download de exercícios de relaxamento para seu MP3 player. Um exemplo está disponível em www.livinglifetothefull.com (requer registro que é gratuito). Situações de emergência podem ser especialmente intensas, principalmente se o alojamento é em quartos compartilhados, e não há privacidade. Certifique-se de que você usa o seu tempo livre para relaxar completamente.

A quanto tempo de férias eu tinha direito nos últimos 6 meses e quanto tempo eu tirei?Negligenciar o tempo de férias aumenta o cansaço, torna você mais vulnerável a doenças e limita a sua eficiência no trabalho. Se seu chefe trabalha sem parar, não se sinta constrangido a imitar isso, e cuide das suas necessidades particulares. As necessidades e costumes de cada um são diferentes. Sempre programe as suas férias com antecedência e planeje algo especial para fazer nesse tempo – não a dissertação do seu mestrado. Saber que há férias planejadas nos ajuda a prosseguir.

Como mantenho contato com amigos e família?

Falta contato com alguém fora do ambiente do seu trabalho? Escrever um longo e-mail pode ser muito benéfico. Redes sociais como o Facebook ou o Okurt podem ajudá-lo a manter contato de uma forma divertida.

Mas se você está com dor nos olhos de tanto olhar para uma tela de computador o dia inteiro, livre-se da tela à noite, e ligue para alguém por telefone. Escrever uma carta parece antiquado nesta era eletrônica, mas ainda é romântico receber uma carta pelo correio, cheia de selos de outro país.

A natureza do trabalho e o ambiente tornam comum o se sentir desligado das pessoas no Brasil/em casa. Muitas vezes parece que as pessoas preferem contar sobre o último programa de TV no Brasil a ouvir sobre as sua vida no exterior.

Tente construir uma rede de amigos através do seu trabalho ou da igreja que já tenham trabalhado em situação semelhante, e possam entender as frustrações e alegrias do processo de pedido de visto no Egito, ou seja lá o que tenha ocupado seu tempo no dia de hoje.

Se você está vivendo e trabalhando intensamente com o mesmo grupo de pessoas, você pode se beneficiar de um tempo longe da equipe. Ou talvez de fazer um esforço para desenvolver amizades com pessoas locais, se for possível.

Como estou dormindo?

È irônico, mas estar cansado demais pode causar dificuldade para dormir. Se você estiver muito cansado por falta de sono, você pode acabar tomando decisões ruins e afetando a produção ou a sua própria segurança ou da sua equipe.

Estas dicas podem ajudá-lo a dormir melhor:

A tela da TV ou computador estimula atividade no cérebro. Evite este tipo de atividade por 2 horas antes de dormir. Isto significa parar seu trabalho bem antes de ir para cama.

Limite a cafeína a dois copos por dia. Café, é óbvio, mas chá e Coca-cola também contém cafeína.

Use uma fita de relaxamento na hora de ir para cama.

Verifique se seu quarto está escuro. Se houver luz entrando da rua, use uma máscara de olhos do tipo usado em vôos internacionais.

Limite o barulho. Pode fazer um donwload de ‘ruído ambiental oubranco’ (white noise) para seu MP3. Este é um som parecido com barulhos da natureza. Um médico da Interhealth afirma que são bem melhores do que tampões de ouvido, para eliminar os barulhos de hóspedes em quartos de hotel, marido que ronca, barulho de rua ou de pessoas que gostam de levantar de madrugada. Fones de ouvido confortáveis são essenciais!

Se você passa a noite toda sem dormir, tremendo ao som de metralhadoras – será que é bom ou sustentável você continuar nesta situação?

Quais são as minhas motivações?

Os objetivos e motivações da sua organização ou agência missionária normalmente são claros e propositais. No entanto, pode ser mais difícil decifrar suas próprias opiniões sobre seu trabalho, ou como seus objetivos se encaixam no todo e o que  o motiva pessoalmente.

Suas motivações podem ter um fundo espiritual. Tire um tempo para refletir sobre as suas crenças e como elas influenciam seu trabalho. Talvez você perceba melhor a relevância de algo, ou veja alguma coisa que nunca considerou antes. Conversar com colegas, orar ou registrar suas idéias num diário podem ajudá-lo a esclarecer esses assuntos.

Fale com as pessoas!Conversar com seus colegas pode levantar questões que você nem sabia que eram comuns a todos. Da mesma maneira, pode levar a um compartilhar de soluções. Se você precisa conversar com seu chefe, aproxime-se dele ou dela como quem está à procura de soluções. Líderes são seres humanos, e não vão responder bem se você usar o seu gabinete para descarregar todas as suas reclamações. Use fatos ao invés de emoções negativas para trabalhar áreas que precisem ser mudadas.

Por outro lado, pode ser que seu líder perceba que você está perto de uma crise emocional. Ele pode sugerir que você tire férias, ou uma licença prolongada, se mude para outro projeto ou faça um ‘check up’ médico. Isto não é sinal de que você esteja falhando, e simplesmente reflete o desejo do seu líder que você mantenha sua saúde no longo prazo. Comentários de outras pessoas sobre a sua necessidade de se cuidar precisam ser levados a sério.

Traduzido com permissão de “Frontlines” – uma revista eletrônica da Interhealth www.interhealth.org.uk

2.ANTES DE SAIR PARA O CAMPO

Talvez fosse interessante verificar, antes de sair para o campo missionário se você está em forma.  Aqui estão algumas perguntas a se fazer:

1)Você se  exercita regularmente?

Em alguns ambientes, o missionário não tem facilidades de transportes.  Você seria capaz de caminhar  ou andar de bicicleta pra chegar à casa de alguém que precisa visitar? Uma de nossas ex- alunas usava um skate.  Vale ser criativo, mas é importante ter disposição.

2)Você come bem?

Algumas pessoas adoram salgadinhos e refrigerantes.  Seria mais saudável comer refeições com carnes magras, proteínas, frutas e verduras.  Aqueles que estão acima do peso se beneficiariam de uma mudança de hábitos alimentares.

3)Você consegue preparar uma refeição?

Vivemos em um mundo em que muitos jovens não querem mais aprender a cozinhar, mas é importante poder fazer uma comida simples e nutritiva para poder manter a saúde.  É importante saber lidar com os alimentos de forma higiênica, evitando contaminação.  É também crucial saber ferver a água e filtrá-la, o que evita muitas doenças comuns em todo o mundo.

4)Você tem bons hábitos de higiene?

Nada como a primeira impressão que causamos.  É muito importante manter os costumes de higiene culturalmente apropriados.  O que significa a limpeza no país onde você vai trabalhar?  Você consegue conviver com esse padrão?  Nós brasileiros adoramos banhos, mas em algumas situações somos criticados por gastar água demais.  Precisamos nos preparar para sermos limpos e causarmos uma boa impressão.

Manter as mãos limpas evita a transmissão de diversas doenças, como aprendemos recentemente aqui no Brasil, no caso da gripe suína.

5)Como vai a saúde de seus dentes?

Alguns problemas precisam ser resolvidos antes de sair para o campo.  Não deixe de visitar o dentista e verificar que não há cáries ou outros problemas bucais que possam vir a incomodá-lo no campo.  Não se esqueça de levar algumas escovas de dentes extra e fio dental para toda a família, se não sabe se vai poder comprar, afinal são pequenas, e a prevenção sempre é o melhor caminho.

6)Você dorme direitinho?

Se você tem problemas de insônia, podem  piorar com o estresse no campo missionário.  É importante verificar se não há um desequilíbrio químico em seu cérebro e adotar bons hábitos de descanso e trabalho.  Ficar acordado de vez em quando para uma vigília ou para entregar um trabalho não é coisa séria, mas se você tem problemas para dormir, procure ajuda médica antes de sair do Brasil.

7)Problemas de saúde crônicos

Uma pessoa com problemas crônicos de saúde não pode ser missionário?  Sim, pode.  Mas é importante ser transparente com aqueles que o estão enviando, contar sobre o problemas e tentar controlar os sintomas antes  de sair do Brasil.  Por exemplo, pessoas com dor de cabeça crônica, devem saber que a situação pode piorar no campo.  O que fazer quando bater aquela dor forte?  Saiba lidar com sua situação.  Alguns problemas de estômago ou intestinos também podem piorar.  Aprenda como resolver no caso de uma crise.

8)Quais são os problemas sérios que precisam ser resolvidos antes de poder sair para o campo?

Problemas ortopédicos, que podem exigir uma operação, problemas cardíacos, problemas de rins, problemas respiratórios, como a asma.

9)Vacinas

As vacinas devem estar em dia.  Verifique que as crianças tenham tomado suas vacinas direitinho e não deixe de consultar se é necessária alguma outra vacina para a área do mundo para onde vocês estarão se deslocando.

10) Prevenção

Procure se informar como as pessoas permanecem saudáveis no país onde trabalhará.  Às vezes, algo tão simples como um mosquiteiro para dormir pode prevenir vários problemas de saúde.

Alguns são partidários das vitaminas.  É fácil levar vitamina C, complexo B, ou Zinco.  Mas, para isso precisamos nos lembrar que podem ser necessárias.

Werner, David Onde Não Há Médico, Paulus Editora - Este livro é para todas as pessoas que se preocupam com a saúde. É útil na unidade sanitária e na comunidade e contém informações valiosas para qualquer pessoa que o consulte e pretenda resolver em casa pequenos problemas de saúde. É o texto de educação de saúde mais utilizado em regiões tropicais e sub-tropicais dos países em desenvolvimento. É mais do que um livro sobre os primeiros socorros. Ele cobre uma vasta gama de coisas que afetam a saúde - a partir de diarreia à tuberculose, útil e prejudicial remédios caseiros, o uso cauteloso de certos medicamentos modernos, bem como detalhes sobre o parto e planejamento familiar. Importância especial é dada à higiene, alimentação saudável e vacinações. O livro também ajuda os leitores a perceber que eles podem fazer por si próprios, como prevenir, reconhecer e tratar muitas doenças comuns, assim como reconhecer os problemas que precisam da atenção de um profissional de saúde experiente. Esta edição revisada inclui também um capítulo sobre a HIV/SIDA e informações sobre problemas da dengue, de paludismo, e as complicações do aborto e da dependência de drogas.

Por Rúbia Mara - Secretária Executiva - Cuidado Integral do Missionário CIM - AMTB  

veja também