Seminarista relata sua experiência em viagem missionária em Manaus

Seminarista relata sua experiência em viagem missionária em Manaus

Atualizado: Quinta-feira, 3 Março de 2011 as 11:40

O Projeto Despertando Vocações é uma iniciativa da Igreja Presbiteriana do Brasil, que visa a oportunidade de inserção intercultural em regiões diferentes do Brasil, com a participação de seminaristas em locais onde o evangelho ainda não alcançou muito espaço e não há Igrejas Presbiterianas implantadas.

De 14 a 23 de janeiro, um grupo de 9 seminaristas participou da 5ª edição do Projeto indo à Manaus, no Amazonas, conhecendo os desafios das regiões mais afastadas, como Borba e Santa Clara (região Ribeirinha) com atividades missionárias específicas.

Jean Francesco Afonso Lima Gomes, é seminarista, aluno do terceiro ano no Seminário Presbiteriano do Sul (SPS), em Campinas, São Paulo. Ele foi um dos selecionados entre os 9 seminaristas dos outros seminários da IPB para participar da 5° viagem do Projeto Despertando Vocações. Esta seleção foi feita pelos diretores dos próprios seminários. Além de Jean, Marco Aurélio (SPS), membro da Igreja Presbiteriana de Sorocaba, também foi selecionado.

Jean tem apenas 20 anos, é membro da Igreja Presbiteriana da Penha, em São Paulo e, juntamente com os demais seminaristas, vivenciou experiências que Deus havia preparado para o futuro ministério de cada um deles. Além dos estudantes, estavam na viagem 4 pastores que acompanharam e compartilharam este momento singular.

  De acordo com o seminarista Jean, a viagem trouxe-lhe experiências que o fizeram voltar de Manaus como um cristão diferente. “Volto uma pessoa muito mais convicta de que a simplicidade produz realmente uma felicidade indizível, e que Jesus Cristo superabunda em graça diante da humildade e do desapego às vaidades daquele povo. Isso me tornou com certeza uma pessoa mais desprendida das futilidades urbanas”, disse Jean.

Quando questionado sobre as dificuldades do local visitado, Jean volta a falar das limitações sociais de algumas regiões. “As pessoas que moram em Borba e nos ribeirinhos enfrentam a falta de saneamento básico, água de boa qualidade, condições educacionais, hospitalares, midiáticas e a pobreza”.

  Apesar dos incômodos insetos, Jean considera que a viagem foi boa em todos os sentidos. Ele e outros seminaristas foram hospedado por Hallison e Ynara, e o jovem disse ter vivido momentos de alegria e comunhão o que, para ele, demonstra que é possível viver em família, como uma família de fé.

O seminarista relata uma experiência marcante que teve com uma família ribeirinha, prova da necessidade da implantação de uma igreja séria, como a Igreja Presbiteriana, em lugares longínquos. “Me encontrei com uma mulher chamada Eliane, que morava entre os ribeirinhos com seu marido e filhos, isolados, praticamente no meio do nada. Entre muitas coisas, o que mais me tocou foi o fato dessa mulher sonhar em ter um pastor que a visitasse pelo menos uma vez por semana, para que pregasse a Palavra para sua família. Ela nos disse isso em lágrimas”, disse Jean.

A iniciativa da IPB é uma valiosa ferramenta para o despertamento quanto a necessidade de obreiros dispostos a dedicar sua vida em locais onde o conforto e a segurança financeira das grandes cidades precisam ser deixadas de lado. Lugares onde a Graça salvadora precisa ser pregada e cuidada. Para Jean, esse investimento nos seminaristas é a concretização de uma Igreja missionária. “Contemplo um novo momento, em que a IPB valoriza os jovens pastores que, daqui a alguns anos, serão plantadores e revitalizadores de igrejas. Essa viagem avançou mais passos de uma igreja missionária, voltada para a verdade sem esquecer-se da realidade em que o nosso povo se encontra. Oferecer oportunidade aos seminaristas de viajarem às regiões norte, sul e nordeste do Brasil é um grande subsídio para compartilharmos o que Deus tem feito e quer fazer em nossos dias”, enfatiza Jean.

Ministerialmente, Jean acredita que a oportunidade recebida deixará marcas positivas e eficientes.“Tivemos a oportunidade de conhecer a Igreja Presbiteriana Cidade Nova, pastoreada pelo Rev. Jaime Marcelino. Ele é um homem de Deus e influenciou positivamente o nosso ministério com seus conselhos e exortações. Se há algo em que essa viagem nos acrescentou foi a paixão desmedida pela Igreja de Cristo. Essa viagem também alargou os meus olhos para o que Deus tem feito nas regiões mais rejeitadas pelos homens. Com certeza ele é um Deus presente com os rejeitados; transbordando de carinho por essas pessoas da região norte”, disse Jean.

O Projeto Despertando Vocações tem como objetivo alcançar seminaristas dispostos a plantar igrejas depois de formados. “Indico essa oportunidade (em projetos similares) não apenas a seminaristas, mas a todos os crentes. Independente se foram chamados ou não para missões transculturais ou ao pastorado. Experiências assim intensificam nosso relacionamento com Deus por meio do amor de Jesus pelo mundo”, defende Jean.

A próxima viagem missionária, em 6ª edição, já tem data marcada. Será entre os dias 18 e 27 de julho, na cidade gaúcha de Bagé, que, pelo menos por enquanto, não tem Igreja Presbiteriana instalada. Será mais um momento de desafios e conquistas a um novo grupo de seminaristas. “Creio que esse projeto da IPB é uma iniciativa inovadora e urgente. Precisamos investir tempo, dinheiro e esforços em jovens interessados em plantar igrejas reformadas em sua doutrina e dinâmicas em suas estruturas. Essa é uma ótima oportunidade para a IPB tornar visível seu potencial como uma denominação relevante para o nosso Brasil”, conclui o seminarista Jean Francesco.

Mais informações sobre o projeto Despertando Vocações podem ser obtidas com Rev. Jedeias Almeida Duarte, coordenador, pelo e-mail [email protected]

No blog www.projetodespertandovocacoes.blogspot.com é possível ter acesso à informações completas da 5ª edição.

veja também