Seminaristas fazem greve por temer intromissão oficial

Seminaristas fazem greve por temer intromissão oficial

Atualizado: Sexta-feira, 26 Novembro de 2010 as 8:25

Cerca de 100 seminaristas no norte da China, na província de Hebei, estão em greve em protesto contra o governo, que nomeou um funcionário público não cristão como seu vice-reitor. Eles dizem temer que o governa intervenha na gestão do seminário.

O seminário já teve um oficial como professor de política nos últimos anos, mas esta é a primeira vez que um oficial indicado pelo Governo ocupa um cargo de gestão.

A disputa em Shijiazhuang, no seminário católico e filosófico de Hebei (tradução livre), iniciou há quase duas semanas.

Durante uma visita ao seminário em 11 de novembro, os funcionários da equipe de Assuntos Étnicos e Religiosos de Hebei anunciaram que o seu chefe de seção, Tang Zhaojun, se tornaria o vice-reitor e professor de política de uma classe.

Enquanto os funcionários públicos retornavam em 17 de novembro para negociar com a direção do seminário, os seminaristas marcharam no pátio, gritando mensagens como "queremos ir para a aula" e "queremos uma reunião com a diretoria."

Tradução: Carla Priscilla Silva

veja também