Trabalhadores cristãos são libertados pela polícia

Trabalhadores cristãos são libertados pela polícia

Atualizado: Terça-feira, 11 Maio de 2010 as 1:10

A agência International Christian Concern (ICC) foi informada de que, no dia 7 de maio, um tribunal do Paquistão ordenou a libertação de oito cristãos que trabalhavam na fabricação de tijolos (no forno). Eles foram detidos ilegalmente por seu patrão em Khushab, Paquistão.

Noman Bhatti, Salman Nabeel, Sharoon Bhatti, Haroon, Ishtiaq Masih, Razzaq Masih, Saleem Masih e Nadeem Masih foram presos por Muhammad Ramzan. Enquanto estavam detidos, Ramzan forçou os cristãos a trabalharem sem receber para pagarem suas dívidas.

Um exame médico revelou que os cristãos sofreram pequenos ferimentos durante sua detenção.

Mushtaq Gill, líder da Aliança Democrática para as minorias, disse que apresentou um habeas corpus antes de o juiz pedir a libertação dos cristãos. Então, o tribunal indicou um funcionário que arrombou o forno e encontrou os cristãos.

A polícia prendeu Ramzan. O tribunal determinou que a polícia registrasse uma queixa contra Ramzan por trabalho forçado e detenção ilegal. O tribunal instruiu o dono do forno a abrir um processo de reembolso para resolver a questão da disputa pelo dinheiro.

As pessoas que trabalham no forno para a fabricação de tijolos no Paquistão vivem em condições de escravos e são maltratados por seus empregadores. Muitos trabalhadores cristãos já foram presos ilegalmente.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também