Trabalho missionário leva esperança a jovens

Trabalho missionário leva esperança a jovens

Atualizado: Terça-feira, 29 Novembro de 2011 as 11:05

A obra missionária tem rendido preciosos frutos na África Ocidental, região de onde um obreiro da Junta de Missões Mundiais manda ótimas notícias. Ali, o Evangelho é compartilhado através de um curso de informática ministrado pelo missionário a jovens com poucas oportunidades e nenhuma esperança.

A localidade onde o missionário mora tem uma grande concentração de estudantes. Os alunos estudam até o último ano antes do ensino superior, mas a maioria não passa no exame final, equivalente ao vestibular.

Diante dessa situação, o missionário da JMM sentiu no coração o desejo de tentar mudar a triste realidade desses jovens iniciando uma formação em informática.

A primeira turma teve 14 alunos, dos quais apenas três haviam visto ou tocado em um computador alguma vez na vida. O missionário começou o projeto com três computadores do tipo netbook para iniciar as aulas e teve que fazer revezamento para atender a todos os alunos.

Outra dificuldade encontrada pelo obreiro é a falta de energia elétrica. “Era necessário voltar para casa logo após as aulas da manhã e ligar o gerador para carregar os computadores”, conta o obreiro. “Assim que os computadores carregavam, eu podia voltar para dar as aulas da tarde”, acrescenta.

O missionário louva a Deus por ter formado os 14 alunos desse primeiro grupo. “Um dos alunos foi para a faculdade cursar a área de tecnologia e estava muito feliz com as ferramentas que havia aprendido nas aulas”, conta.

Durante a entrega dos certificados de conclusão de curso, o missionário pôde compartilhar um salmo e falou que eles deveriam ser sempre gratos a Deus pelas oportunidades, além de terem a responsabilidade de passarem o conhecimento para aqueles que não tiveram a mesma chance que eles.

“As portas estão se abrindo para compartilhar sobre o motivo real do meu trabalho aqui”, diz o missionário, que pede oração pela continuidade do projeto e para que vidas sejam transformadas naquele lugar.     Fonte; JMM

veja também