Trans começa a alterar realidades no Vale do Amanhecer

Trans começa a alterar realidades no Vale do Amanhecer

Atualizado: Sexta-feira, 29 Julho de 2011 as 3:09

No Vale do Amanhecer, onde se encontra a maior comunidade espírita do mundo, voluntários das mobilizações missionárias Jesus Transforma demonstram o poder do amor de Cristo que já começa a transformar realidades.

A ação da Trans nessa localidade teve início no dia 16 de julho, com o culto no Circo da Vida - lona preparada para atividades de evangelismo criativo. Além disso, o evangelho tem entrado nos lares dos moradores da região e até mesmo alterado a agenda de ações de gangues de rua. Há informações de que duas gangues rivais, cujos perfis violentos amedrontavam a população, cessaram a guerra com a presença dos amarelinhos.  A tranqüilidade reina no Vale do Amanhecer e a transformação acontece de maneira integral, somando-se à propagação da mensagem do Reino atendimentos médico, odontológico, psicológico, entre outras atividades sociais, tais como: atividades para crianças, cortes de cabelo, verificação de pressão, teste de glicemia, etc.

Como consequência da ação do Espírito Santo no Vale do Amanhecer, os moradores começaram a clamar pela abertura de uma igreja batista, como comenta a voluntária Maria dos Prazeres Bezerra: "As pessoas estão pedindo a presença de uma Igreja Batista nesse lugar, agradecendo aos voluntários e dizendo que nós chegamos no momento certo".

Batalha espiritual

Como não há vitória sem luta, os voluntários mencionaram várias ocasiões de batalha espiritual durante visitas nos lares e abordagens. Os relatos dão a dimensão do envolvimento da população com as seitas espíritas.

Na casa de uma mulher, a princípio houve recusa da mesma em receber os voluntários da Trans, mas, com alguma insistência, a Palavra foi pregada e ela considerou a realização de estudos sobre o Evangelho de João. Ainda com medo de represálias dos espíritos, pediu para que a equipe não orasse.

Em outra residência, os amarelinhos encontraram uma mulher marcada pela violência sexual. Sua vida, promiscua, era reflexo dessa e de muitas outras questões espirituais. Ainda assim, ela afirmou que não poderia aceitar a Cristo por ter sido curada pelos espíritos. Felizmente a semente foi plantada em seu coração e, a seu tempo, produzirá frutos.

Um homem que participava de rituais há sete anos, diante de uma abordagem da Trans, confessou que sentia dor no peito quando falava em Deus. Ao ter aceitado o Plano de Salvação chorou por conta da dor que sentiu. Ainda assim, certo de que Cristo era o verdadeiro caminho a seguir, disse: "Aceito a Cristo, mesmo que seja perigoso para mim".

Muitas e grandes são as experiências no Vale do Amanhecer. Mas a ação da Trans, amparada pelo Poder das Escrituras, fala mais do que as "orientações dos espíritos". Continue intercedendo por este projeto e faça parte desse grande exército pela libertação do Brasil.

veja também