Uma ação para as crianças: 10 mil beneficiados

Uma ação para as crianças: 10 mil beneficiados

Atualizado: Quarta-feira, 17 Março de 2010 as 12

Mais de 10 mil crianças e adolescentes de todo o Brasil já foram beneficiados, de 2008 até agora, pela campanha "Uma Ação para Crianças", desenvolvida pela Coordenadoria Ecumênica de Serviços (Cese). A ideia é estimular a sociedade para apoiar mobilizações populares e iniciativas voltadas para a garantia de direitos do público infanto-juvenil a fim de diminuir a desigualdade social.

Para Ana Carolina Pinto, Assessora de mobilização de recursos da Cese, os meninos e meninas de 0 a 18 anos, que formam o público atendido pela campanha, são as maiores vítimas dos problemas sociais no país. Por isso, disse, é importante unir sociedade e organizações para a realização de trabalhos que visem beneficiar esta camada da população.

Desde o início da campanha até agora, 28 projetos se interessaram e receberam o apoio da instituição. Mas a meta para 2010 é bem mais ousada. Segundo a assessora, a Cese espera apoiar 75 propostas de projetos neste ano, que podem ser enviadas em qualquer data. Para estimular a participação do maior número de organizações, será feito um intenso trabalho de divulgação da campanha.

Para ter sua proposta executada, as organizações devem enviar um pequeno projeto, com duração máxima de um ano. A campanha funciona assim: uma entidade que atua, direta ou indiretamente, na área de garantia dos direitos de crianças e adolescentes, envia uma proposta de projeto para a Cese. Junto com o projeto também deve ser indicado um grupo mobilizador formado por igrejas, escolas, sindicatos, associações de bairros e outros, que vai realizar a ação mobilizadora, com o objetivo de arrecadar os primeiros recursos para a execução da ideia.

A Cese analisará então as duas propostas - projeto e ação mobilizadora - e enviará, primeiramente, os materiais de divulgação de campanha e orientação para a realização dos trabalhos. Ana Carolina explicou que a ideia de fazer com que as entidades arrecadem os primeiros recursos é para encorajar e garantir a sustentabilidade dos projetos. Depois da arrecadação, o dinheiro será enviado para a Cese, que, em seguida, devolverá o valor duplicado para que o projeto seja executado.

Ana Carolina comentou que os projetos têm se apresentado bastante variados e com foco em educação, mas ressaltou que as iniciativas indiretas em áreas como agricultura familiar, semiárido, segurança alimentar, acesso à água e projetos voltados para mães, entre outros, vão beneficiar também diretamente os menores de idade. "Essas questões vão tratar de problemas que afetam diretamente as crianças", enfatizou.

"Queremos aproximar os brasileiros com alma solidária para que eles possam se beneficiar disso apoiando os projetos. Faz muito bem para quem ajuda e mais ainda para quem recebe o benefício", finalizou.

A campanha visa também contribuir para o alcance das oito Metas do Milênio, definida pelos líderes dos 191 Estados-Membros da Organização das Nações Unidas (ONU). Entre as metas estão: Erradicar a pobreza extrema e a fome; Atingir o ensino básico universal; Reduzir a mortalidade infantil; Melhorar a saúde materna; Combater o vírus HIV/Aids, a malária e outras doenças e Garantir a sustentabilidade ambiental.

Mais informações pelo site: www.cese.org.br ou pelo telefone (71) 2104.5457.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também