“Uma igreja comunista não pode ser uma igreja espiritual”, diz ex-guerrilheiro das Farc

Em entrevista ao Guiame, ex-guerrilheiro das Farc falou sobre a relação entre comunismo, socialismo e cristianismo.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Quarta-feira, 19 Dezembro de 2018 as 4:41

O comunismo e o socialismo seguem uma linha de pensamento ateísta e antirreligiosa. (Foto: Godlikeart/Shutterstock)
O comunismo e o socialismo seguem uma linha de pensamento ateísta e antirreligiosa. (Foto: Godlikeart/Shutterstock)

Por mais de 23 anos, Jasar* foi guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Assim como determina a inspiração marxista-leninista do grupo, ele era ateu e enxergava os cristãos como inúteis.

“A guerrilha enxerga os cristãos como pessoas que não servem para nada, porque os cristãos não concordam com os princípios revolucionários. Os guerrilheiros são ateus e materialistas — dizem que não existem espírito e alma, que as pessoas quando morrem viram simplesmente adubo”, disse Jasar em entrevista ao Guiame, concedida em parceria com a organização Portas Abertas.

Jasar chegou a ser comandante de milhares de guerrilheiros enquanto atuava nas Farc e perseguiu muitos cristãos, mas deixou a milícia colombiana após ter diversas experiências com Deus. Hoje ele é pastor na mesma região que abriga as facções do país.

Além das divergências em relação à religiosidade, Jasar revelou que outro que torna a Igreja inimiga da milícia é que “os filhos dos cristãos não servem para serem guerrilheiros, então por isso eles dizem que os cristãos são inúteis”.

Diante de sua trajetória nas Farc, que luta para implantar o socialismo na Colômbia, Jasar afirmou que esse tipo de ideologia faz oposição ao cristianismo. “O comunismo, socialismo ou helenismo, fazem oposição à Igreja sim — seja política ou militar”, esclareceu.

“O comunismo quer socializar o mundo inteiro e quer que a Igreja faça parte disso. Se a Igreja é comunista ou socialista, não pode ser uma Igreja espiritual, pois se você é comunista, tem que ser materialista e ateu. Então sim, faz oposição. Eles são os opositores e nós os defensores dos princípios bíblicos”, destacou o pastor.

Segundo Jasar, o comunismo e o socialismo são bons apenas para quem pratica essas ideologias. Ambas as doutrinas são opostas ao capitalismo e buscam eliminar todos os tipos de desigualdade social, mas seguem uma linha de pensamento ateísta e explicitamente antirreligiosa.

“Basta olharmos para a China, Rússia, Bolívia, Equador, El Salvador, Peru, Venezuela, Cuba e outros países. Eles passaram pelo comunismo e socialismo, e a Igreja foi perseguida em todas essas nações”, observou Jasar.

*Nome fictício por razões de segurança.

veja também