Viúva de missionário declara perdão a assassino: “Não tenho amargura na alma”

Stephanie perdeu o marido durante uma viagem missionária em Camarões, na África. Ele deixou sua esposa e oito filhos.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Sexta-feira, 16 Novembro de 2018 as 2:47

Stephanie perdeu o marido durante uma viagem missionária em Camarões, na África. (Foto: Reprodução)
Stephanie perdeu o marido durante uma viagem missionária em Camarões, na África. (Foto: Reprodução)

A viúva de um missionário assassinado em Camarões no fim de outubro deu uma lição sobre perdão, após presenciar a morte de seu marido. Charles Truman Wesco, 44 anos, foi baleado na cabeça durante um conflito entre separatistas armados e soldados.

Stephanie estava sentada ao lado de Charles no momento do tiroteio, em um carro sendo conduzido por outro missionário. Embora ele tenha recebido atendimento médico em um hospital próximo, Charles não conseguiu sobreviver.

De acordo com a CBN News, Stephanie declarou que “não tem amargura em sua alma contra ninguém”, referindo-se aos assassinos. Charles deixou a esposa e oito filhos, que moram em Indiana, nos Estados Unidos.

Centenas de pessoas lotaram uma igreja de South Bend na segunda-feira (12) para um culto memorial em homenagem à Wesco. A ministração foi feita pelo pastor Randy King, que também serviu como missionário em Camarões junto com sua família por 30 anos.

“Charles definitivamente amava o povo de Camarões. Nós vivemos lá com essas pessoas preciosas por 30 anos. Nós amamos os camaroneses. Todos eles, incluindo a pessoa que matou Charles”, disse o pastor. “Nós os amamos porque Cristo nos amou primeiro e veio para nos salvar de nossos pecados”.

“A irmã Stephanie (esposa de Wesco) acessou a graça de Deus”, observou King. “Ela perdoou totalmente o assassino de Charles. Ela não tem amargura em sua alma contra ninguém. Ela, seus filhos e sua família estão orando diligentemente pelo homem que tirou a vida de Charles”.

“Nós não sabemos o nome daquele homem. Mas eu oro, como missionário de Camarões, para que possamos um dia ter a oportunidade de encontrar o assassino de Charles para expressar nosso perdão a ele e, no amor, levá-lo ao arrependimento e fé em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, para que ele também receba o perdão de Deus pelo que fez”, acrescentou o pastor.

O pastor também revelou que “momentos depois de Charles ter sido declarado morto, um médico cristão camaronês fez uma reverência e agradeceu Stephanie, por ela e pela disposição de seu marido de vir a Camarões para morrer por seu povo”.

veja também