Voluntários do grupo doam sangue ao hemocentro de Florianópolis

Voluntários do grupo doam sangue ao hemocentro de Florianópolis

Atualizado: Segunda-feira, 23 Maio de 2011 as 12:13

Todos os dias, centenas de acidentes acontecem e, em muitos casos, para que a vida seja salva a transfusão de sangue é indispensável. Visando salvar vidas, voluntários do grupo Força Jovem da Igreja Universal do Reino de Deus de Florianópolis (SC) dirigiram-se ao  Hemosc (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina), onde doaram sangue, no sábado, dia 7 de maio.

Assim que chegaram ao local, a assistente social Deise Veloso (foto abaixo) esclareceu algumas dúvidas a respeito do assunto e ressaltou a importância do ato. “Doar sangue não engrossa nem afina o sangue, isso é mito. E quem doa uma vez, não é obrigado a doar sempre. No entanto, é muito importante que pessoas saudáveis doem regularmente”, comentou.

Bispo Jerônimo Alves (foto ao lado), que tem acompanhado de perto todas as ações sociais realizadas pelos jovens da capital catarinenses, ressaltou: “O Força Jovem mais uma vez mostra sua capacidade de mobilização em sensibilizar a população, mostrando que quem doa sangue doa vida. A importância desse ato está justamente em saber que com essa doação daremos oportunidade a pessoas que não conhecemos”.

O processo é simples, rápido e seguro. Primeiramente, o indivíduo preenche um cadastro com seus dados pessoais. Logo em seguida, faz um teste para ver se está com anemia. Em seguida, mede-se a pressão arterial, o pulso e a temperatura. Depois, passa por uma entrevista, chamada de triagem clínica, cuja finalidade é saber as condição física do doador. Preenchidos esses requisitos, o indivíduo que estiver apto a doar sangue é encaminhado à sala de coleta e, após a doação, um lanche é servido ao doador que precisará tomar muito líquido no decorrer do dia.

Kelly Rasveiler, de 24 anos, que doa sangue desde os 18, estava feliz em poder ajudar ao próximo, e espera que todos também tenham a mesma consciência que ela.  “Muitas vezes, a pessoa sente vontade de doar, mas não se sente estimulada. É importante a pessoa ter esse interesse, pois talvez um dia algum familiar ou ela mesma poderá precisar”, disse.

Se você também deseja ser um doador, compareça ao Hemocentro de sua cidade portando um documento oficial com foto, mas antes fique atento aos requisitos para a doação: é necessário que a pessoa tenha entre 18 e 65 anos, pese acima de 50 quilos, não use drogas, nem esteja doente, tenha dormido no mínimo 6 horas e esteja bem alimentada.

veja também