Voluntários levam esperança a vidas conturbadas

Voluntários levam esperança a vidas conturbadas

Atualizado: Sexta-feira, 29 Julho de 2011 as 3:13

A voluntária Eliana Lopes de Almeida Santos, que atua no Parque das Bandeiras - São Vicente/SP, afirma estar experimentando o mover de Deus como nunca antes e que se fosse escrever daria um livro. "Livro com muitas páginas, muitas lágrimas, muitas vitórias e muitos desafios ao povo batista e ao povo em geral que diz conhecer a Cristo".

Uma das situações encontradas foi uma senhora de 41 anos, com quatro filhos com idades entre 16 e 4 anos de idade, vivendo em uma área de invasão em um barraco sem energia elétrica, sem água, sem banheiro, "sem a menor dignidade humana".

Mesmo naquele cenário, Eliana afirma que a senhora os recebeu com um sorriso no rosto, dizendo que Deus é quem os havia enviado até lá, pois a prefeitura havia dado um prazo de três dias para desocupar o local e não tinha para onde ir.

Permitiu que o grupo orasse por sua vida e de sua família, chorou na presença de Deus e entendeu que Jesus precisava fazer morada em sua vida. No dia seguinte, a voluntária retornou ao local, quando a senhora aceitou a Jesus como Salvador e testemunhou, ciente de que o fato era resposta de oração do grupo, que após a visita deles, no dia anterior, uma amiga havia ido até lá e oferecido para que fosse morar em sua casa com sua família. Separada do marido há 4 anos, sobrevive por meio de alguns "bicos" que faz, mas agora, sendo nova criatura, tem paz no coração e crê que vencerá as adversidades.

Participando da ação social, ao falar de Jesus para uma jovem senhora de 30 anos, a missionária voluntária ouviu dela: "O que este Deus que você acredita vai fazer com a minha vida pois, mês passado, minha única filha de 11 anos foi atropelada na calçada de minha casa, em São Paulo, quando estava esperando a perua escolar, por um caminhão sem freios? Ainda posso ter alguma esperança?" Eliana conteve suas lágrimas e contou sobre alguém que conhecia que também havia perdido seu único filho, apresentando Deus e seu filho Jesus, que entendia perfeitamente o que ela estava passando. "Orem por nós, orem por estas vidas, pois não é fácil sair da nossa zona de conforto, pois presenciamos muitas dificuldades, mas dou glória a Deus, pois tenho visto milagres acontecerem. O mesmo Deus que abriu o Mar Vermelho, curou, sarou, continua operando milagres e estará agindo até a vinda de Jesus!

Sustente em oração a vida dos voluntários e as vidas que têm recebido o evangelho para que permaneçam firmes no Senhor, até sua volta.    

veja também