Voluntários realizam mapeamento de surdos em Vila Valqueire

Voluntários realizam mapeamento de surdos em Vila Valqueire

Atualizado: Quarta-feira, 14 Julho de 2010 as 11:41

Encontrar surdos é uma verdadeira caça ao tesouro para os voluntários do projeto Alcance Surdos, que no período de 9 a 25 desse mês acontece em pontos estratégicos do estado do Rio de Janeiro. Em Vila Valqueire, subúrbio do Rio, a equipe comandada pela missionária Lídia Mariano Cerqueira já fez os primeiros contatos e conheceu um pouco da realidade de surdos e seus familiares, bem como puderam compartilhar a mensagem de Cristo.

Orientada por moradores da comunidade, uma dupla de voluntários encontrou o Sr. Pedro Paulo, cujo filho tinha certo grau de surdez. A visita, que aconteceu no último domingo, revelou a indignação de um pai que sofre com a falta de apoio do governo para pessoas portadoras de surdez. Apesar da ausência do filho nesse dia, Sr. Pedro deixou a porta de sua casa aberta para outras visitas. Na segunda-feira, ao retornarem, os voluntários encontraram o rapaz, de 19 anos. "O nosso desejo ali era mostrar que cada pessoa possui uma deficiência e precisamos apenas nos adequar a ela. Mesmo assim, Deus nos ama e quer o melhor para a nossa vida. Também enfatizamos que o surdo precisa ter o seu lugar na sociedade, ter uma profissão, uma família, conhecer a Linguagem de Sinais, o que facilita a comunicação, independente do grau da perda auditiva", comentou a missionária Lídia. A equipe ofereceu à família amizade, companheirismo e a continuidade do apoio através da PIB de Vila Valqueire.

Não apenas surdos, mas ouvintes têm sido alcançados na ação missionária coordenada por Missões Nacionais. Três voluntários saíram a campo quando encontraram dois homens, moradores de rua, que precisaram de apoio espiritual naquele momento. Identificados como afastados do Evangelho, vieram parar na capital, motivados por melhores condições de emprego e vida, mas não tiveram muito sucesso.  A equipe falou do amor de Deus, orou e indicou a PIB Vila Valqueire como referência para o apoio espiritual. "Deus fala conosco e nos prepara para o que ele deseja trabalhar em nossa vida. Devemos estar sensíveis à sua voz", concluiu Lídia.

veja também