4 regras adotadas por Billy Graham e sua equipe para manter a integridade no ministério

Criado em 1948, o “Manifesto Modesto” continua inspirando outros ministérios a adotarem as regras para manter o mais alto padrão de moralidade e integridade bíblica.

fonte: Guiame, com informações de Billy Graham Evangelistic Association

Atualizado: Segunda-feira, 17 Maio de 2021 as 10:09

Cliff Barrows, Grady Wilson, Billy Graham e George Beverly Shea. (Foto: Billy Graham Evangelistic Association).
Cliff Barrows, Grady Wilson, Billy Graham e George Beverly Shea. (Foto: Billy Graham Evangelistic Association).

Em 1948, Billy Graham realizou uma série de reuniões ministeriais na cidade de Modesto, Califórnia (EUA), junto com sua equipe, formada por Cliff Barrows, George Beverly Shea e Grady Wilson.

Os evangelistas conversaram sobre os desafios da vida ministerial e propuseram defender o mais alto padrão de moralidade e integridade bíblica no ministério Billy Graham. As quatro regras adotadas pela equipe, intitulada “Manifesto Modesto”, influenciam até hoje muitos outros ministérios a também adotar as resoluções.

Na sua autobiografia, “Just As I am”, Billy Graham relatou os detalhes de como as regras sobre integridade financeira, moralidade sexual, publicidade e parceria com a igreja local foram criadas.

“Uma tarde, durante as reuniões de Modesto, convoquei a equipe para discutir o problema. Então, pedi-lhes que fossem para seus quartos por uma hora e listassem todos os problemas que eles poderiam pensar que os evangelistas encontrariam”, contou Graham.

Após o período de oração, as listas de todos foram analisadas, encontrando muita semelhança entre elas. Assim, Graham e os três evangelistas criaram as regras que guiaram seus ministérios.

“Na realidade, era mais um entendimento informal entre nós — um compromisso compartilhado de fazer tudo o que pudéssemos para defender o padrão bíblico de integridade e pureza absoluta para os evangelistas”, relata Billy Graham.

Estas foram as quatro regras combinadas entre a equipe:

1. Dinheiro
Na época, todos os evangelistas, incluindo a equipe diretora, eram sustentados por ofertas de amor feitas durante as cruzadas e ainda não havia uma organização das finanças, dando espaço para abusos e acusações de que os evangelistas trabalhavam apenas pelo dinheiro.
Para fugir da tentação de arrancar dinheiro do público, muitas vezes com forte apelo emocional, a equipe decidiu fazer de tudo para organizar as finanças e evitar abusos financeiros.

“Em Modesto, decidimos minimizar a oferta e depender o máximo possível do dinheiro levantado antecipadamente pelo comitê local”, disse Graham em sua autobiografia.

2. Imoralidade sexual
Sabendo que muitos ministros haviam caído na imoralidade enquanto estavam longe de suas famílias em viagens evangelísticas, a equipe se comprometeu em evitar qualquer situação de tentação ou até mesmo de aparência ou suspeita.

Assim, a equipe criou a regra dos evangelistas não se encontrarem, viajarem ou comerem sozinhos com outra mulher, que não fosse sua esposa.

“Determinamos que o mandato do apóstolo Paulo ao jovem pastor Timóteo seria nosso também: ‘Fuja das concupiscências da juventude’”, de acordo com Billy Graham.

3. Ministério itinerante e a igreja local
A terceira preocupação da equipe de Graham era a tendência que alguns evangelistas tinham de se desvincular da igreja local e trabalhar apenas de maneira itinerante, levando até a criticarem os pastores e as igrejas locais.

Para evitar um movimento anti-igreja, o ministério de Billy Graham decidiu trabalhar em cooperação com igrejas locais para a proclamação do Evangelho.

4. Publicidade do ministério
A última questão combinada foi em relação a integridade na publicidade e relatório das cruzadas. Existia uma tendência entre alguns evangelistas de aumentar o número de pessoas presentes em seus eventos para se vangloriar, o que desacreditava o evangelismo e colocava todo o trabalho sob suspeita. Até mesmo a imprensa perdia a confiança em cobrir seus eventos.

“Na realidade, não foi uma mudança radical para nós; sempre defendemos esses princípios. No entanto, ficou estabelecido em nossos corações e mentes, de uma vez por todas, a determinação de que a integridade seria a marca registrada de nossas vidas e de nosso ministério”, explicou Billy Graham.

A equipe do ministério de Billy Graham, Cliff Barrows, Grady Wilson e George Beverly Shea permaneceu firme nos princípios bíblicos do Manifesto Modesto durante toda sua trajetória ministerial.

veja também