58 horas de terror

58 horas de terror

Atualizado: Sexta-feira, 7 Outubro de 2011 as 10:30

A velha mina de ouro em Kirkland Lakenordeste de Ontário, Canadá, funciona até hoje e esta história aconteceu em 1962. O dia tinha começado como um dia qualquer para meu primo Russel, mas aquele seria um dia que iria afetá-lo pelo resto de sua vida. A Bíblia nos avisa sobre a incerteza desta vida: "Não presumas do dia de amanhã, porque não sabes o que ele trará" (Provérbios 27.1). 

Doze homens desceram pelo elevador da mina até 1.200 metros abaixo da superfície. Russel e Richard eram os únicos dois que trabalhavam juntos com uma furadeira de ar comprimido. Estavam fazendo furos na rocha onde colocariam dinamite. 

Tudo desmoronou! 

Russel observava enquanto a broca penetrava a rocha. De repente as escoras da mina cederam. As paredes, o teto, tudo veio abaixo! Russel ficou prensado, sentado com seu queixo pressionando o tórax. Seu capacete evitou que sua cabeça fosse esmagada pelas rochas, e a aba do capacete deixou que ficasse um bolsão de ar diante de seu rosto empoirado. Ele mal podia respirar e só conseguia mover os dedos de sua mão direita. Podia ouvir as rochas ainda caindo. Depois, o único som que podia ouvir era o ar comprimido escapando da mangueira partida da furadeira. 

Uma condição pior 

Ora, será que isto não lhe faz pensar em uma situação onde não há qualquer esperança? Você sabe que a Bíblia nos diz que estamos em uma condição pior do que aquela se ainda não tivermos sido salvos de nossos pecados? Há um versículo na Bíblia que diz que os pecadores estão "mortos em ofensas e pecados" (Efésios 2.1). 

Não de obras 

O que Russell poderia precisar naquele momento? Uma pá? Não, não havia como ele pudesse usar uma pá, mesmo que tivesse uma. Ele precisava de um salvador que pudesse resgatá-lo. Ele não podia sair dali por seus próprios esforços. É por isso que a Bíblia diz: "Pela graça sois salvos... não vem das obras" (Efésios 2.8,9). Estamos mais incapacitados do que Russell estava. Precisamos de um Salvador que nos salve de nossos pecados. 

Russell pensou consigo: "Ninguém nem mesmo sabe onde me encontrar". Então ele orou: "Oh, Deus, por favor me ouça e me salve". Ele começou a achar que aquela mina seria sua sepultura. 

Mas os outros mineiros estavam sabendo que ocorrera um desabamento. E Deus também sabe tudo sobre nossa necessidade de sermos resgatados de nossos pecados. "Pois olhou desde o alto do Seu santuário, desde os céus o Senhor contemplou a Terra, para ouvir o gemido dos presos (pecadores), para soltar os sentenciados à morte" (Salmo 102.19,20). Graças a Deus Ele sabe e se importa e já fez algo para nossa salvação. Ele enviou um Salvador. 

Mordeu a própria língua 

O tempo se arrastava para Russell. Parecia que haviam se passado dias. Então escutou o barulho de homens cavando na rocha com máquinas. Ele ficou ali, preso naquela prensa de rochas, agora com seu coração cheio de uma nova esperança. Mas estava quase desmaiando com uma sede terrível. Mordeu a própria língua para que o sangue pudesse umedecer sua boca. 

Ele gritou quando os homens fizeram silêncio. Eles podiam ouvi-lo mas não conseguiam entender o que dizia. Com a boca seca e a língua inchada ele era incapaz de falar corretamente. Mas Deus escuta o clamor de um pecador e entende perfeitamente. "Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o Seu ouvido, para não poder ouvir" (Isaías 59.1). Lembre-se, também, de que quando Pedro estava a ponto de afundar em meio às ondas do mar, ele clamou: "Senhor, salva-me!, e Jesus escutou seu clamor apesar do barulho do vento e das ondas. "E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o" (Mateus 14.31). E Jesus escutará você também, se pedir para Ele salvar você de seus pecados. 

Que alegria os trabalhadores sentiram quando conseguiram chegar até onde Russell estava. Você acha que Russell disse a eles que voltassem outro dia? Não, ele queria ser salvo naquele momento! E tenho certeza que ele os amou muito pelo trabalho pesado e perigoso que haviam feito para salvá-lo. Você quer que o Salvador salve você agora mesmo? 

No hospital contaram a Russell que haviam encontrado o corpo esmagado de seu companheiro, Richard. Russell sentiu-ses afortunado. Tinha ficado preso debaixo da terra por 58 horas, mas estava vivo. Não sei se meu primo Russell já agradeceu a Deus por o ter guardado. E você, já agradeceu a Deus pelo Salvador que Ele enviou?

veja também