"A corrupção é o estado natural do homem", afirma estudioso

"A corrupção é o estado natural do homem", afirma estudioso

Atualizado: Sexta-feira, 26 Novembro de 2010 as 2:58

Evangelista, professor de institutos missionários e mestre em Ciência Política, Robson Pereira apresenta o seu livro "Corrupção - Desvendando um Mal de Todas as Épocas". Lançando oficialmente sua obra no dia 9/12, o escritor aproveitará o Dia Internacional de Combate à Corrupção para ministrar uma palestra sobre o assunto e receber amigos e leitores em uma noite de autógrafos.

Em entrevista à Revista Lar Cristão, o criador do " Movimento Cristãos Contra a Corrupção" falou sobre o que o inspirou a escrever essa obra, os fatores que levam o homem à corrupção e a relação de tal tema com a Igreja.

Confira a entrevista na íntegra:

O senhor e autor do livro Corrupção – Desvendando um mal de todas as épocas. Como surgiu esta obra?

O combate à corrupção é algo que me consome por dentro. A corrupção afeta diretamente no crescimento econômico do país e leva muitas pessoas à miséria e à morte. E isso começa com um simples DVD pirata, inofensivo aos olhos de muitas pessoas. Como cientista político e líder de um movimento contra a corrupção entre os cristãos, foi natural começar a estudar esse assunto com mais profundidade. O livro é o resultado desses estudos.

Qual a origem da Corrupção e como chegou ao homem?

A corrupção está ligada ao pecado e à queda do homem. Ela é o estado natural do homem. O profeta Jeremias está corretíssimo ao dizer que o coração do homem é enganoso e desesperadamente corrupto. O livro de Gênesis nos mostra o pecado tomando conta do ser humano em várias áreas o que revela o por que da força da corrupção na sociedade. Quanto mais o homem se afasta de Deus mais o homem se torna corrupto, pelo menos é isso que o livro de Gênesis revela. Mas devemos entender a natureza satânica da corrupção. Uma das maiores vitórias contra a corrupção foi vista no início deste século quando a ONU admitiu que a corrupção chegou a todos os países e a todos os sistemas governamentais. Dessa forma, a corrupção é hoje um dos principais entraves para o alcance dos objetivos do milênio da ONU e isso é, sem dúvida o plano mais sofisticado que satanás pôs para destruir a humanidade e os planos de Deus. A corrupção está envolvida diretamente na indústria de guerra, no terrorismo, no narcotráfico, na prostituição internacional e isso gera o caos de desigualdade que vemos no mundo, inclusive no Brasil.

O tema Corrupção tem alguma interferência com a Igreja?

A corrupção interfere com a igreja de duas formas. Em primeiro lugar os membros sofrem com a corrupção como qualquer outra pessoa que tem dificuldades em ter acesso a bens escassos. A cada dia o cristão é confrontado com altos impostos, burocracia excessiva e impunidade aos que cometem crimes de corrupção.

Isso consome boa parte do seu bem estar. Todos nós sofremos quando verbas para a saúde são desviadas ou quando prefeitos não investem em frentes de trabalho, infra-estrutura e educação no município. Essa é a forma clássica de efeito da corrupção. Mas há uma outra forma mais sinistra nesse relacionamento. Muitos cristãos, inclusive pastores, para manter seu bem estar ou alcançar patamares maiores de bem estar lançam mão da corrupção e isso tem um efeito funesto na igreja. Esse é o principal desejo de satanás: Fazer com que cristãos desatentos se envolvam com atos de corrupção e vivam uma vida dupla – a santa e a profana. Muitos colegas pastores se envolvem em casos de corrupção para melhorar seu templo ou para ter acesso a benefícios do governo e isso é extremamente preocupante. Do ponto de vista da família, não podemos subestimar a possibilidade de estrago que a corrupção pode fazer em uma família que se diz cristã e que deseja ser alvo das bênçãos de Deus. Se dermos as mãos a corrupção teremos dificuldade em entender os propósitos de Deus.

Como combater a Corrupção, existe um processo ou caminho para vencê-la?

O livro identifica várias práticas comuns nos nossos dias que nos levam à corrupção e traz lições práticas para evitarmos isso. Mas eu poderia destacar um perigo muito grande entre os cristãos em particular. A frase “Eu quero”. Toda vez que dizemos isso temos a possibilidade de ouvir as ofertas de satanás. Portanto, combater a corrupção pode ir de encontro aos desejos mais íntimos do cristão. Em uma era tão materialista o homem não conta muito com perda de bem estar. Por isso, o servo de Cristo que deseja agradá-lo em tudo irá se submeter a Ele em todas as coisas: Talvez comprará menos DVD’s, talvez pagará mais impostos, talvez terá que mudar certos hábitos de consumo, mas não podemos servir a dois senhores. Mas estou convencido que o servo de Deus, com trabalho honesto e com atitudes íntegras será abençoado por Deus, não necessariamente com riqueza, mas com paz de espírito, honra e intimidade com o Pai. Além disso, o cristão pode fazer parte do movimento Criscor e nos ajudar a combater a corrupção e suas primas, a Impunidade e a Burocracia. Com o combate à corrupção, haverá mais riquezas para serem aplicadas no bem estar das pessoas e todos ganham, inclusive a Igreja.

Dia 9 de dezembro é o dia internacional contra a corrupção. E o senhor fará um lançamento de seu livro com o tema Rico sim, corrupto não. O que os ouvintes podem esperar deste dia?

Há um estigma corrente que afirma que todo rico é corrupto. Eu discordo disso. Na verdade, todos estereótipos são cruéis. Seria um erro condenar à miséria os santos que desejarem servir ao Senhor com inteireza de coração. A Bíblia está cheia de exemplos de pessoas riquíssimas e cuja riqueza procedeu das mãos do Senhor. Contudo, é comum ver que muitos cristãos acham que a riqueza pessoal é a maior mostra de intimidade com Deus. Isso não é verdade. Conheço muitos santos que optaram em seguir a vida íntegra e pagaram por isso com uma diminuição significativa no seu bem estar. A mensagem para o cristão no dia Internacional contra a Corrupção é que o mais importante é buscar o propósito de Deus. Esse propósito é a proposta de Deus para levar o homem à felicidade.Tendo isso no coração poderemos nos aplicar com toda excelência ao nosso trabalho. Isso vai gerar riqueza naturalmente.

veja também