A história da Rainha Ester que colocou a própria vida em risco

A história da Rainha Ester que colocou a própria vida em risco

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:24

“Então Mordecai mandou que respondessem a Ester: Não imagines em teu coração que, por estares no palácio do rei, terás mais sorte para escapar do que todos os outros judeus.” (Ester 4.13)

A história de Ester sempre foi uma das minhas histórias favoritas da Bíblia. Em primeiro lugar porque é sobre uma mulher. Não existem assim tantas mulheres que são mencionadas pelo nome na Bíblia, embora houvessem muitas na época, mas assim como hoje, poucas mulheres realmente fazem um impacto em nossas vidas. Muitas estão tão focadas em suas próprias famílias, carreiras e vidas que seus nomes são facilmente esquecidos, sempre que precisamos estar inspiradas.

Em segundo lugar, Ester foi muito usada por Deus. Ela não só causou um impacto nas vidas daqueles que estavam ao redor, mas também impactou toda a nação! Quantas mais fizeram isso ao longo da história?

E em terceiro lugar, Ester ignorou o  próprio coração. Acho incrível quando uma mulher consegue fazer isso porque é uma das coisas mais difíceis para nós. Somos  tão emocionais, tão sensíveis, tão fracas nesse sentido, mas Ester foi contra toda a mulher que havia nela, embora num primeiro momento, ela estivesse assustada.

O medo é algo que vem com o ser humano. Não pense que as  pessoas que  se superaram não tiveram medo no início. A realidade mostra o contrário. Se você sente medo, você está apenas sendo humana. Quando Ester ouviu pela primeira vez sobre o que Deus estava comissionando a ela, imediatamente entrou em pânico. Ela estava caminhando para a sentença da própria morte, caso fizesse o que o povo pedia! E isso foi quando Mordecai mandou a mensagem citada no versículo acima.

“Não imagines em teu coração…”

Mordecai poderia ter dito “Não pense que você vai escapar …”, mas acrescentou o coração lá por uma razão.

Muitas de nós temos dificuldade em distinguir a diferença. Nós achamos que estamos pensando da forma certa e, no entanto, não estamos – o nosso coração está. Quantas vezes eu ouço as jovens dizendo que têm certeza que o namorado foi escolhido por Deus para elas e, mais tarde, caem numa decepção total. Não tinham a certeza, o que aconteceu então? Elas estavam pensando com o coração.

Ester tinha que pensar com a mente, ela teve que usar a fé para ir à presença do rei sem ser convidada. Ela não podia sentir nada. E não foi que o que ela fez?

“E assim eu irei ao rei, que é contra a lei, e se eu perecer, pereci!” (Ester 4.16)

Sem sentimentos, sem emoções, sem autopiedade, sem remorso, sem lágrimas – vê a diferença? Essa  tarefa só poderia ser feita por ela. Então, por que perguntar ou refletir sobre isso? Ela teve que fazer o que ela tinha que fazer e se ela perecesse, bem, pelo menos ela fez o que somente ela poderia ter feito.

As mulheres que usam esse tipo de fé inteligente não entram em sulcos. Elas fazem o que têm que fazer e se perder, bem,  pelo menos elas fizeram o que tinha de ser feito. Deus proverá de alguma outra forma.

Deus sempre honra aqueles que confiam nEle, independentemente do que seu coração sente. Ele honrou Ester e Ele honrou a mim.

Por isso, faça o que você tem que fazer. Não considere como você se sente sobre isso. E vá em frente, faça isso hoje já, não demore muito para fazer esta tarefa –  é muito importante para você.

Texto retirado do blog de Cristiane Cardoso.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições