A prosperidade que devemos almejar

A prosperidade que devemos almejar

Atualizado: Terça-feira, 27 Setembro de 2011 as 10:18

"Então, prosperarás, se cuidares em cumprir os estatutos e os juízos que o Senhor ordenou a Moisés acerca de Israel; sê forte e corajoso, não temas, não te desalentes."(1 Crônicas 22.13.)

O versículo citado faz parte das ordenanças do rei Davi a seu filho Salomão quando este foi incumbido de edificar a Casa do Senhor.

É interessante pensar que a prosperidade em questão, não seria a construção do  palácio real de Salomão e muito menos o de Davi. A casa real a ser construída era para o Senhor Deus, o Criador de todas as coisas e por isso, o cuidado deveria ser muito maior! E por quê? Para que a obra prosperasse.

Em nossas vidas, em nossos ministérios, muitas vezes não temos tido o cuidado de cumprir todos os estatutos e juízos que o Senhor nos ordena e ainda assim, desejamos prosperar. Será que isso é possível ? Não! Nos ensina o rei Davi, aquele homem que fora chamado homem segundo o "coração" do próprio Deus.

Para que essa  prosperidade se tornasse real na obra do rei Salomão e igualmente se torne real em nossas vidas, a força e a coragem para obedecer e ser fiel a Deus eram e continuam sendo uma prioridade para a vida daqueles que O desejam servir.

Não temer, não se desalentar, foram os conselhos que Davi deu a seu filho, pois tinha certeza, por experiência própria, que o Senhor  sempre está por perto para fortalecer a todo aquele que O busca de todo coração. Somente dessa forma,  nossos sonhos e intentos podem se tornar reais assim como ocorreu com o rei Salomão e com Davi, seu pai.

Assim sendo, percebemos que o tipo de prosperidade hoje proclamada em diversos seguimentos do Cristianismo, em nada se parece com a prosperidade que devemos almejar. As  pregações do Senhor Jesus referentes ao reino de Deus em muito se diferem dos discursos que hoje podemos ouvir. Essas, dizem respeito ao reino da Terra e as de Jesus, ao seu Reino nos céus!

"Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele." (Mt 11.12.) E que esforço seria esse? O cuidado em cumprir os estatutos e os juízos que o Senhor ordenou ao povo. Dessa forma, podemos compreender que para prosperarmos em todos os sentidos de nossas vidas de acordo com os ensinamentos de Cristo, necessitamos ser servos íntegros, obedientes e amorosos para com Deus e nosso próximo.

Aprendemos então, que somente a perseverança em obedecer a esses dois mandamentos que resumem todos os outros dados ao povo de Israel, e que o rei Davi fez questão de relembrar a  seu filho Salomão, será capaz de nos fazer prosperar em todos os sentidos de nossas vidas físicas e espirituais.

Deus tem grande prazer em satisfazer aos desejos dos nossos corações! Mas para que isso aconteça, é preciso que almejemos a prosperidade que diz respeito à vida com Deus, ou seja, a busca primeiramente pelo seu Reino, pois essa sim é que pode nos levar a satisfação de uma vida próspera e plena tanto aqui na Terra, como no céu.  Portanto, perseveremos em seguir a Jesus!

veja também