Ação apura dano em sessão de descarrego

Ação apura dano em sessão de descarrego

Atualizado: Quarta-feira, 18 Março de 2009 as 12

Ação apura dano em sessão de descarrego

Está em tramitação na comarca de Piracanjuba ação de indenização por danos morais ajuizada pela aposentada Ana Jorge Siqueira contra a Igreja Universal do Reino de Deus. Ela alega que, acreditando estar "possuída por demônios", procurou a igreja com a esperança de que as sessões de descarrego a ajudassem a se livrar deles. Contudo, durante o procedimento, realizado durante um culto de domingo, o pastor da igreja, identificado como Rone, a agrediu, causando-lhe lesões e hematomas.

Ana garante que ele a teria jogado no chão, mas a instituição nega o fato. Em contestação, a Igreja Universal afirmou que Ana estava fraca e debilitada na ocasião, pois havia saído do hospital no dia anterior aos fatos. Argumenta, ainda, que a aposentada não teve cautela com seu estado físico, pois já chegou ao culto passando mal tendo, durante a oração, desmaiado.

Alegando também que suas práticas são amparada constitucionalmente, enquanto procedimento realizado no exercício de crença, a Igreja lembrou que foi Ana quem pediu a oração. A instrução do processo está a cargo do juiz Eduardo Walmory Sanches, titular da comarca.

veja também