Adolescente é expulso de casa por se converter a Jesus, mas é adotado por cristãos

Abdu tem 15 anos e foi rejeitado por sua família biológica quando deixou a fé islâmica para abraçar o cristianismo.

fonte: Guiame, com informações do Portas Abertas

Atualizado: Sexta-feira, 9 Fevereiro de 2018 as 10:29

Imagem ilustrativa. Abdu tem recebido cartas e vídeos de cristãos pelo mundo, sendo encorajado a não desistir do Evangelho. (Foto: Reprodução).
Imagem ilustrativa. Abdu tem recebido cartas e vídeos de cristãos pelo mundo, sendo encorajado a não desistir do Evangelho. (Foto: Reprodução).

Abdu é um adolescente de 15 anos. Ele tomou uma atitude que mudou sua vida, em muitos sentidos. O jovem abandonou o islamismo para seguir Jesus. Desde então, sua família o tem renegado.

Foi então quando uma família cristã o adotou e agora Abdu se encontra sob os cuidados desses cristãos fiéis. Apesar disso, ele sente falta de seus pais. Abandonado pela família biológica, ele se sente sozinho e isolado.

Mesmo nesta situação, Abdu tem convicção de que Deus está no controle: “Nem sempre eu entendo as coisas, mas Deus tem um plano para mim. Por isso, eu posso dizer que sou abençoado”, diz ele.

Apoio mundial

Cristãos de várias partes do mundo puderam encorajar o jovem Abdu. A Portas Abertas Internacional organizou uma campanha de cartões e orações pelo jovem e vários cristãos enviaram mensagens de encorajamento para o novo convertido que, por sua fé em Jesus, agora enfrenta perseguição e exclusão.

De uma forma segura e sigilosa, as cartas, fotos e vídeos foram compartilhados com Abdu. Por viver em um país muçulmano e fechado ao Evangelho, seus amigos não podem saber de tudo o que lhe acontece.

Abdu ainda continua sob forte pressão, mas as orações o ajudaram muito. “Toda vez que recebo uma mensagem, fico mais animado. As orações da minha família ao redor do mundo me estimulam a orar mais e a permanecer no Senhor”, ressalta.

“Vocês, que estão orando por mim, são minha nova família. Eu realmente dependo de vocês”, disse Abdu.

O jovem cristão perseguido nos pede que continuemos orando por ele e por todos os cristãos perseguidos no Oriente Médio. “Toda vez que você envia uma mensagem está fazendo uma grande diferença na nossa vida”, finalizou. Abdu teve seu nome real não divulgado por motivos de segurança.

veja também