Adventista da região central de São Paulo celebra crescimento em 2011

Adventista da região central de São Paulo celebra crescimento em 2011

Atualizado: Quarta-feira, 21 Dezembro de 2011 as 11:59

A mobilização de mais de 11 mil disseminadores da esperança para entregar o livro missionário em mais de meio milhão de lares foi o principal acontecimento de 2011 na Associação Paulista Central, sede adventista para a região central de São Paulo.

O esforço na campanha “A Grande Esperança” animou os fiéis, que se envolveram em ministérios variados. Mais do que entregar o livro para 500 mil famílias, os voluntários participaram ativamente da rotina eclesiástica. Dessa forma, o ano será concluído com indicadores de crescimento em batismos, construções de novos templos, ampliação da rede adventista de educação e evolução de outros setores da Igreja Adventista.

Desde o dia 18 de setembro, quando 10 mil fiéis se reuniram na Estância Árvore da Vida, em Sumaré, SP, mais de 50 cidades foram envolvidas na campanha pela entrega do livro “A Grande Esperança” em cada casa. Até 2012, a meta é que todas as residências das 81 cidades desta região do Estado sejam alcançadas pelo projeto.

Nos meses de outubro e novembro, fiéis lotaram ônibus e foram para cidades mais distantes da área central da sede, em Campinas. O envolvimento dos fiéis animou a liderança para o sucesso da campanha. Histórias como a do chaveiro Cleverson Coimbra, 26 anos, de São João da Boa Vista – que, sozinho, entregou 634 livros em três dias, nos principais condomínios da cidade – trouxe entusiasmo para a continuidade do projeto no próximo ano.

O esforço começou a apresentar resultados cedo. Em Mococa, SP, Lúcia Helena recebeu a visita do voluntário em sua casa, entregando o livro missionário. Ela concluiu que a ação era uma resposta a sonhos que vinha tendo sobre o rumo de sua vida espiritual. Leu o livro duas vezes num final de semana, e convenceu-se de que a mensagem do livro, uma compilação do best-seller O Grande Conflito, de Ellen White, era uma expressão da verdade divina. “Essas pessoas que se dedicam a entregar esses livros são como anjos de Deus na terra”, disse.

Esforço Missionário – Com a entrega do livro, a Associação Paulista Central deve fechar o ano com cerca de 2 mil batismos. Parte do resultado se deve ao esforço em preparar os fiéis para o trabalho missionário. Destaque para a campanha “500 Evangelistas”, que durante o segundo semestre mobilizou voluntários para estudar sobre estratégias de evangelização.

A juventude adventista também se empenhou na missão. Além de eventos como o Campori de Desbravadores e o Aventuri, os jovens participaram da Missão Calebe. Em 2010, foram 403 pessoas envolvidas na campanha. O número saltou para 857 voluntários em 2011.

O crescimento no número de fiéis levou a Igreja a crescer também no número de congregações. Durante o ano, a sede central do Estado de São Paulo inaugurou sete novos templos, o último no sábado, 17 de dezembo, na Cidade Universitária, em Engenheiro Coelho. Além disso, houve esforços para o plantio de novas igrejas no território.

As instituições também cresceram. Além dos núcleos de apoio à infância, que atendem mais de 500 crianças em 4 cidades, os voluntários da Ação Solidária Adventista surpreenderam-se com o resultado da recolta, que arrecadou mais de R$ 200 mil para projetos sociais.

As escolas adventistas da região também celebraram o crescimento. Foram matriculados 2.291 alunos, e esse indicador está prestes a ser superado com o fechamento da campanha de matrículas para 2012.

“Queremos ver Jesus voltar ainda nesta geração, e portanto temos pressa em pregar o Evangelho e levar essa mensagem a todas as cidades”, disse o pastor Oliveiros Ferreira, presidente da Associação Paulista Central.

VIa [Equipe ASN, Heron Santana]

veja também