Agenda 21 discute obras de retitada do Pátio de Manobras de Barra Mansa

Agenda 21 discute obras de retitada do Pátio de Manobras de Barra Mansa

Atualizado: Sexta-feira, 22 Outubro de 2010 as 4:57

Uma reunião da Agenda 21 (fórum que reúne representantes de segmentos da sociedade para discutir propostas de desenvolvimento sustentável) foi realizada na tarde de hoje, na Igreja Metodista Central, no Centro. O objetivo foi discutir o andamento e o impacto das obras da retirada do Pátio de Manobras que estão ocorrendo no município.

O secretário municipal de Planejamento Urbano, José Marcos Rodrigues Filho, o Zito, esclareceu dúvidas e explicou os procedimentos que seriam tomados para que ocorressem o mínimo de transtorno e mudanças na rotina da população.

- Detalhei como vão os trabalhos nas fundações do viaduto de Saudade, cujas estacas e algumas demolições de interferências já estão sendo feitas, e tirei as dúvidas da sociedade sobre a obra - disse.

Segundo o secretário, os processos que estão em andamento não provocaram interferências até o momento, mas haverá outros que envolverão mais de 25 órgãos simultaneamente.

- São empresas de trânsito ferroviário, água, luz e telefone, entre outras. É uma orquestra com cerca de 33 atores ao todo que terão que tocar de maneira afinada - falou.

Zito informou que entre as modificações que já foram realizadas está a transferência do posto de saúde do bairro Saudade, que se encontra no local por onde o viaduto será feito, além de o desvio de canos e redes do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto). O entorno da Escola Municipal Washington Luiz também está sendo isolado, para manter a segurança dos estudantes, devido a uma parte da obra que será realizada no local.

Zito explicou que há um planejamento para que nenhum dos serviços básicos oferecidos à população, como água, esgoto, energia elétrica e telefone, sejam interrompidos.

- Para isso, pensamos em formas de desvios e transferências. No caso das empresas ferroviárias, cujo serviço terá que ser interrompido algumas vezes, tentaremos fazer com que seja nos fins de semana, quando o fluxo de trens é bem menor - afirmou.

O mesmo ocorrerá com o trânsito de veículos. A população será alertada antecipadamente e desvios ocorrerão, para que as pessoas possam chegar aos locais desejados. O trabalho está sendo planejado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública, por meio da Engenharia de Trânsito.

- Sabemos que é impossível que não haja transtornos, mas estamos trabalhando para que ocorra o mínimo possível. Vamos precisar de muita compreensão de todos os segmentos da sociedade para isso. Estamos prontos para responder a qualquer dúvida, e para aquelas que não tivermos resposta iremos pesquisar - falou.

veja também