Agulhas no Corpo: Por que crianças são envolvidas em rituais de magia?

Agulhas no Corpo: Por que crianças são envolvidas em rituais de magia?

Atualizado: Segunda-feira, 28 Dezembro de 2009 as 12

Por João Neto - www.guiame.com.br

No dia 16 de Dezembro, o Ex-ajudante de pedreiro, Roberto Carlos Magalhães foi preso no pequeno município de Ibotirama, oeste da Bahia. O motivo? A acusação inicial de ter introduzido mais de 30 agulhas no corpo de seu enteado , de apenas dois anos de idade. Os objetos metálicos atingiram órgãos vitais do garoto, como pulmão e coração. Após sua prisão, o padrasto da criança assumiu que os objetos foram introduzidos no corpo do menino durante rituais de Magia Negra, com a ajuda de mais duas mulheres. Segundo o homem, o objetivo das ações era prejudicar a mãe da criança.

Uma semana depois, foi registrado um caso semelhante no estado do Maranhão. Desta vez, o próprio pai introduziu sete agulhas no corpo do filho de dois anos de idade. Segundo depoimentos da mãe, dos avós e vizinhos, o lavrador Francisco Coelho teria enfiado os objetos no corpo da criança em agosto deste ano.

Em entrevista exclusiva ao Guia-me, o ex-satanista, escritor e integrante do Ministério Guerreiros da Luz, Daniel Mastral respondeu a algumas perguntas sobre o envolvimento de crianças em rituais de magia negra, como surgiram tais práticas, quais o objetivos de rituais como os que usam de introdução de agulhas e como proteger os filhos de males como esses.

Portal Guia-me: O que leva uma pessoa a querer usar uma criança indefesa nesses rituais?

Daniel Mastral:  Quando se fala em rituais, estamos nos reportando a algo rigoroso, isento de falhas. Como era no Velho Testamento no contexto do Tabernáculo. Tudo tem um significado, uma ordem, e um momento para realizar o rito, que tem como objetivo abrir um canal com as entidades (neste caso das agulhas no menino), e receber delas algum benefício.

Usar crianças remonta a história. Pois é símbolo de pureza, de inocência. O que por sua vez faz referência a Cristo, que embora, sendo sacrificado na fase adulta, preservava a pureza de uma criança. Com não há adultos, por assim dizer, ''puros'', é mais comum usarem as vidas de crianças.  Este é o principal pilar que sustenta o uso de crianças em rituais de Magia Negra.

Guia-me: Sabe-se que cada ritual tem o seu objetivo específico. No caso dessas agulhas no corpo do garoto, qual poderia ser a intenção do ritual?

Daniel Mastral: Há uma ligação entre causa e efeito. Quando se realiza um rito, espera-se uma ''resposta''. Há, sim, um alvo, uma meta definida. No entanto, a cerimônia ritual que foi descortinada ao mundo - no caso das agulhas - é algo nível ''solo'', baixo, fugaz, torpe, pífio. Tanto o ''sacerdote'' como suas ''auxiliares'' são pessoas de baixa renda, de pouca instrução, e vislumbraram naquele ato uma oportunidade de mudar de vida, ou de promover algum tipo de vingança (que foi o motivo apresentado).

Estes atos estão a anos luz dos verdadeiros ritos feitos pela chamada ''Alta Magia''. Para mim, é reflexo de mentes doentes, fracas, que o diabo usa, claro. Mas não possuem qualquer ligação direta a uma seita organizada. Procuramos definir de forma clara esta linha que divide os que são usados pelo diabo, dos que possuem aliança com ele, em nossos Seminários - Em especial, no nível I. Para quem tiver interesse em saber mais fica o convite em participar de um deles (Ministramos 4 níveis). Para saber mais, entre em nosso site e vejam em nossa agenda o local mais próximo de sua cidade. (www.danielmastral.com.br).

Também é importante ponderar que existem inúmeras doenças psiquiátricas que levam o indivíduo a surtos esquizofrênicos, nos quais pode até mesmo ''ouvir'' vozes de comando em sua mente, interpretando como sendo ordens de entidades incentivando-o a cometer atos violentos, e criminosos. Desenvolvemos este tema em nosso Seminário Nível III - Restauração e Cura do Corpo, cujo livro de apoio é ''Alerta Geral'', editado pela Editora Naós.

Guia-me: Esse processo pode chegar até qual ponto? Até a morte da criança?

Daniel Mastral: Infelizmente é um dado histórico. Dezenas de povos da antigüidade faziam isso. E na idade média tal ato continuou sendo praticado. Os Astecas matavam em escala industrial. Isso incluía tanto os guerreiros aprisionados em combate, como mulheres e até mesmo as crianças.

Guia-me: Em depoimento à polícia, o padrasto do garoto assumiu que a criança era dopada com bebidas alcoólicas para os rituais. O fato de a criança estar consciente ou não também interfere no objetivo da ação?

Daniel Mastral: Satanás anela pelo sofrimento. Ele veio para matar, roubar e destruir, e tudo isso sem ''anestesia''. Nos relatos históricos, em poucos casos vemos indícios que apontam que a vítima foi dopada. Se me permite alongar um pouco nesta resposta, quero lembrar que o ser humano tem dentro de si uma parte macabra. Por isso os filmes de terror andam em alta. Os-video-games de violência são a preferência de uma maioria, etc.

É um Universo vasto da ambiguidade da alma humana. Através do pecado original, entrou no homem uma essência do mal. Hoje, o Homem é capaz de matar, roubar e destruir. Este conflito só pode ser dominado pelo Espírito Santo. Tal assunto será tema de nosso próximo livro, que deverá ter 4 volumes.

Ao longo da história, vemos que, no antigo Egito, eles mumificavam animais: Babuínos, Falcões, Cães, etc. Pois eram cultuados como ''deuses''. Havia uma Necrópole e onde eles eram cuidadosamente armazenados depois de serem mumificados, pois acreditavam que o poder deles permaneceria ali. Depois, isso evoluiu para mumificar, preservar corpos humanos: as conhecidas múmias dos faraós. Veja que isso teve um desdobramento para nossos dias!

A Igreja Católica tem muitas relíquias, que nada mais são do que corpos de supostos mártires, ou santos, que foram preservados. Havia uma disputa macabra pelos seus corpos. Quanto mais violenta a morte, maior valor comercial tinha. Muitas vezes estes corpos eram desmembrados, e hoje encontramos ''peças'' destes corpos espalhadas em diversas catedrais. Cabeça em uma, fêmur em outra, mão em outra.

Para ter uma noção do que é isso, na Itália há uma Igreja de Padres Capuchinhos. No subterrâneo, há uma cripta adornada com ossos de mais de 3.000 padres. Caveiras, e demais ossos do corpo estão espalhados pelo teto, palas paredes, etc. E vêm peregrinos de toda parte do globo para pagar para ver estas ''relíquias''!

Portanto, esta busca que está abrigada em nossos corações, de ter contado com o além, de preservar corpos, de elaborar ritos, é antiga. Só o Espírito Santo nos dá discernimento que vem do Alto. Conhecer a verdade é o segredo de ter uma vida plena, isenta de enganos. A verdade expressa em Jesus e em seus ensinamentos. A verdade contida na Palavra de Deus nos livra dos laços de engano.

Guia-me: Outros casos semelhantes estão vindo à tona, como o de um garoto no Maranhão - encontrado com sete agulhas na barriga. Essas práticas já ocorrem há muito tempo? Qual é a origem delas?

Daniel Mastral:  Isso é um efeito dominó. Já estudado pela psicanálise. Há muitos psicopatas por aí. Nem todos são assassinos, claro. Mas ao verem a exposição da mídia a fatos como estes, são motivados a fazer o mesmo em busca da mesma notoriedade. Vejo, com certo asco, que bandidos que cometeram crimes hediondos, desfrutam de celas privilegiadas, e tornam-se, para um grupo de pessoas, verdadeiras ''celebridades''.

Para citar um exemplo crasso, disso: um assassino condenado à prisão perpétua nos Estados Unidos, e hoje deve ter uns 70 anos, Charlie Manson, recebe mais cartas na prisão de ''fãs'', do que recebeu Elvis Presley!

Um serial Killer, infelizmente, acaba por receber mais prestígio na mídia, do que um bombeiro que salva vidas, ou de um policial que corre risco a cada dia para proteger o cidadão, ou um pastor, ou missionário que abdica de tudo para levar a Palavra de vida aos que estão ''mortos''. Vivemos uma inversão de valores. O resgate aos preceitos de Cristo são a base fundamental para qualquer modelo de sociedade.

No Brasil, vemos bandidos na capa de revistas de renome, e alta circulação, pintado quadros, como se fossem artistas em vez de bandidos. Este ''culto'' velado a maldade estimula pessoas desequilibradas a fazer o mesmo, e o diabo entra em cena potencializando estas fraquezas. A psicopatia é algo real. Nem tudo é culpa do diabo. Porém, o adversário conhecendo as fraquezas e deficiências humanas pode potencializar estas vertentes, transformando humanos em verdadeiros ''monstros''.

Só Jesus pode libertar estas vidas. Há ocasiões que visito prisões. E muitos estão libertos, salvos, cheios do Espírito Santo, mesmo ali, paradoxalmente, atrás das grades. Jesus ainda faz milagres! Pode transformar a maldição em benção.

Já vi assassinos cruéis, dotados de uma maldade que não poderia ser classificada de humana, que encontraram a Cristo, aceitaram a Jesus e tiveram suas vidas totalmente mudadas. Mas, para isso, é necessário pregar a Palavra. E para pregar uma Palavra de vida, temos que ter vida com Deus de fato.

Há pouco tempo, em um Congresso, falando para um grupo de cerca de 500 pessoas, perguntei: ''Quem já foi ferido pela Igreja?'' Para minha surpresa, quase todos ergueram os braços. Muitos já em prantos. A Igreja que deve ser o instrumento de libertação, em muitos casos tem sido instrumento de destruição.

Um livro que li recentemente: ''Feridos em nome de Deus'' lançado pela editora Mundo Cristão, compila relatos de crentes dilacerados na alma pela igreja. As histórias reais, ali narradas, refletem o quanto o vírus do pecado pode contaminar o Corpo de Cristo, sua Igreja, e agir como uma pandemia, ''infectando'' vidas com engano.

Evidente, que me reporto a ministérios contaminados. Há ministérios e Servos verdadeiros, homens e mulheres segundo o coração de Deus! E são instrumentos de benção. É o remanescente fiel que não se curva a BAAL.

Mas, há também, muito joio. Muita corrupção. Como no caso recente batizado de ''Oração da propina''. Antes de falar de curas, milagres, prosperidade instantânea, restauração de cidades, de vender objetos ''mágicos'' que trarão milagres aos que os possuem, etc. (já vi até mesmo venda de tijolo ungido), Temos que buscar em primeiro lugar o Reino de Deus, restaurar a Noiva. E aí sim, vamos provar a verdadeira transformação em nossas vidas e poderemos contagiar o mundo com este amor! Uma vez que a marca do filho de Deus é o amor.

Jesus expulsou mercadores do Templo. Confrontou os líderes religiosos de sua época, pois eram corruptos e muitos estavam aliados ao sistema político de Roma, colaborando para cegar as massas e evitar que a verdade viesse à tona. Jesus nos trouxe a verdade, a vida!

Guia-me: Há outros rituais que envolvem crianças em seus processos? É possível citar alguns?

Daniel Mastral: Já citei os Astecas. Mas outros povos também ofereciam crianças para sacrifício. Ou mesmo ''prestar favores'' para os altos sacerdotes. A Pedofilia está diretamente ligada com ações diabólicas, e influências demoníacas. Creio que o mesmo espírito que influencia atos criminosos com crianças está por trás dos crimes de Pedofilia, que agora, se alastram pelo mundo. Isso não é uma forma de profanação do que é puro? Não é uma forma de matar a alma, os valores, os sonhos? Isso não destrói vidas? Creio que tais atos são formas de ''rituais'' (alguns com requintes de sadomasoquismo) que proporcionam ao seu executante, certa ''segurança''. Uma vez que o crime não é de morte. E podem ter penas atenuadas, lamentavelmente.

Neste caso a ''morte'' é pior... mata-se a personalidade, deforma o caráter. É como um vírus que se propaga. Quem é abusado, tende há um dia fazer o mesmo (isso também é fundamentado de estudos realizados recentemente). Mais uma vez destaco a importância da Igreja como instrumento restaurador de vidas.

Mas, para isso, a Igreja precisa, antes, ser restaurada, ser vacinada com a verdade para neutralizar as mentiras e engano quem tem invadido muitos Ministérios. Em vez de apontarmos o dedo uns aos outros devemos estender as mãos. É isso que Jesus nos ensinou. A somar, jamais dividir, pois casa dividida não prevalece. No livro de Atos 2:42-47 nos dá uma orientação clara da verdadeira doutrina Apostólica: Unidade, amor, auxílio, orações.

Guia-me: Como os pais podem proteger os seus filhos desses rituais?

Daniel Mastral: Também sou pai. E por ser pessoa pública sofro muitas ameaças contra minha vida e contra meus familiares. Se até o Papa Paulo II foi vítima de ataques, mesmo sendo uma figura importante no Catolicismo e só ter discursado buscando a paz, fica claro que qualquer vida no pecado pode ser instrumento nas mãos do adversário.

Mas, em suma, o segredo é seguir os preceitos do Mestre. Jesus já nos ensinou: Ser simples como as pombas e prudentes como as serpentes. Prudência, zelo, cuidados, nunca são demais.

Se Deus não guardar a cidade em vão vigia a sentinela. Mas há sentinela, há muros, há sistema de defesa que remetem a prudência. Aconselho os pais, a jamais deixarem seus filhos com estranhos. A checar referências na contratação de babás, a orientar os filhos a nunca aceitar doces de pessoas que ele não conhece (muitas vezes estes doces contém sedativos que facilitam o ato de seqüestro).

Em caso de suspeita, chame a polícia. Não exponham fotos de seus filhos em Orkut, nem dados de sua vida privada, isso são medidas de prudência. Acima de tudo, claro, orar, buscar a face de Deus e pedir a Ele a proteção majoritária. Os Anjos do Senhor se acampam ao redor dos justos. Lembrando que apenas um Anjo derrotou todo um exército, de mais de 185.000 homens! E são estes que estão ao nosso lado. Mas, isso é para os justos! A oração do justo tem poder. Do justo! Você é justo? Leia o texto de Ezequiel 18:5-9 e veja se sua vida se enquadra nestes preceitos. Se não estiver, em nada servirão suas súplicas. Serão meros sons... Jesus está voltando. Você está preparado?

veja também