A alegria de dividir o tempo e de estar junto com amigos chegados

A alegria de dividir o tempo e de estar junto com amigos chegados

Atualizado: Terça-feira, 10 Dezembro de 2013 as 9:07

amizadeLeitura Bíblica: Salmo 133
Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união (Sl 133.1).
 
Em 1995 tive meu primeiro contato com a internet. Isto aconteceu em uma feira onde havia computadores para experimentarmos a grande novidade. Por meio de um programa de bate-papo com pessoas que não conhecíamos, era possível digitar o que se queria dizer e assim fazer novos amigos virtuais. Lembro-me de perguntar aos meus pais: “Só poderei usar a internet de novo na próxima edição desta feira, no ano que vem?” Hoje ela está em boa parte dos lares brasileiros, por vezes tornando a vida mais fácil, mas por outro lado nos tirando do convívio social em favor de amizades virtuais.
 
O texto que lemos hoje é um cântico que os peregrinos entoavam no caminho de suas casas e vilas até o templo em Jerusalém. Ele ressalta a alegria de dividir o tempo e de estar junto com amigos tão chegados que os consideramos como se fossem parentes próximos. Porém, como chamar alguém de irmão se apenas convivemos superficialmente com esta pessoa? Como classificar nosso relacionamento como bom e agradável – ou, como sugere outra possibilidade de tradução, uma profunda “unidade de pensamento”, suave e deliciosa?
 
Só podemos ter experiências positivas de amizade quando decidimos tirar tempo para construir relacionamentos. Temos medo do fracasso e das dificuldades que podem surgir ao conhecer outra pessoa, receio de expor o que vai em nosso coração, e ansiedade só de pensar que alguém nos compreenderá profundamente. Mas, para termos o relacionamento íntimo como base para uma amizade, precisamos estar dispostos a conviver com os problemas e defeitos do outro (e com os nossos também).
 
Quando reconhecemos em nossos amigos uma nova família para visitar, repartir a mesa, orar e chorar juntos, então os teremos como irmãos. Mesmo que dificuldades surjam, perceberemos que uma amizade real é fonte de alegria, ânimo e uma grande dádiva de Deus. – AS
 
Vale a pena investir em relacionamentos – primeiro com Deus, depois com as pessoas que ele ama.
 

veja também