Alunos adventistas distribuem alimentos em comunidade carente de Tocantins

Alunos adventistas distribuem alimentos em comunidade carente de Tocantins

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 11:31

No último sábado, dia 9 de outubro, um grupo formado por alunos do 9º ano da Escola Adventista de Palmas, professores e assistentes sociais fizeram a distribuição de cestas básicas em uma comunidade carente da capital. Os alimentos foram arrecadados em uma gincana promovida pelo colégio, onde foi recolhida quase uma tonelada de mantimentos.  

Chocados com a situação precária que presenciaram ao entrar nas casas, os alunos mostraram-se solidários. Para Alexandre Conte, a experiência serve como um alerta para a solidariedade. “É muito importante sairmos de vez em quando do ambiente em que vivemos e observarmos de perto a realidade das outras pessoas. Assim nos tornamos mais dispostos a ajudar”, afirma.

Assim como Conte, no final da distribuição dos alimentos, os demais alunos também terminaram o dia com o senso de dever comprido. “É a primeira vez que participo de um projeto social e gostei muito interessante a experiência”, ressalta Victória Torres.

“É sempre muito importante entrar um pouco no universo de outras pessoas que apresentam uma realidade diferente em que você vive. Ficamos muito felizes em poder ajudar essas famílias porque eles realmente precisam de ajuda”, completa Lílian Militão.

Emocionada com as cinco cestas básicas que recebeu, a dona de casa Joana de Oliveira agradeceu os alunos pela iniciativa. “Eu estava precisando dessa ajuda porque os meus filhos e netos moram comigo e não estamos trabalhando no momento”, relata Joana.

De acordo com a assistente social da escola, Cátia Moreira, a ação humanitária serviu como uma aula de cidadania para os estudantes. “Além de oferecermos ajuda a essas famílias, os alunos também tiveram hoje uma aula de cidadania porque eles entraram nas casas e viram as prateleiras vazias. Isso certamente acaba despertando neles a consciência de há pessoas necessitadas e que eles podem promover ações para minimizar o sofrimento dessas pessoas”, esclarece.

O projeto social intitulado “Alimente a quem tem fome” foi coordenado pela professora Luciana Fialho e pela assistente social Cátia Moreira em parceria com dois alunos do curso de Assistência Social da Universidade do Paraná (Unopar).  

veja também