Amar a si mesmo

Amar a si mesmo

Atualizado: Segunda-feira, 3 Outubro de 2011 as 12:10

“A jovem entrou em nosso quarto de hotel. Era o dia seguinte a uma conferência que minha esposa e eu havíamos dado em uma das universidades no norte da Europa.

Ela era uma linda moça escandinava. Cabelos compridos e louros caíam-lhe sobre os ombros. Graciosamente, sentou-se na cadeira que lhe oferecemos, fitando-nos com seus brilhantes e profundos olhos azuis.

À medida que discutíamos seus problemas, retornávamos sempre a um ponto básico que parecia ser a raiz de todos os outros. Era o problema que menos esperávamos: ela não conseguia amar a si mesma. Para dizer a verdade, odiava-se de tal forma que estava apenas a um passo de dar um fim à sua vida.”

Amor-próprio – aversão própria; autoaceitação – autorrejeição; a alegria de viver – as profundezas da depressão: estes são os temas que Walter Trobisch aborda neste livro simpático, pessoal e prático.

veja também