Amaury Gaudi fala sobre sua participação na ExpoEvangélica 2011

Amaury Gaudi fala sobre sua participação na ExpoEvangélica 2011

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 9:47

"Já é a sexta edição da Expo, então a gente só tem a esperar que grandes coisas aconteçam". Foi assim que o jovem cantor do estilo sertanejo universitário gospel, Amaury Gaudi se expressou quanto às expectativas sobre a ExpoEvangélica 2011. Após sua participação na Macha para Jesus, no final de junho deste ano, o artista natural de Mato Grosso do Sul voltou a Fortaleza para marcar presença na Feira de artigos para cristãos de Fortaleza (CE).

"Já é a segunda vez que estou aqui em Fortaleza. Viemos na Marcha para Jesus, que foi uma bênção, graças a Deus deu tudo certo. Agora, com essa repercussão da Marcha já estamos entrando pela primeira vez aqui na ExpoEvangélica. Já vejo que no primeiro dia, está sendo uma bênção e a expectativa está sendo muito grande para os outros dias. Eu ouvi falar que são mais de 30 mil pessoas que passam por aqui, então a gente já vê a repercussão que tem o nosso trabalho nesse evento. Já é a sexta edição da Expo, então a gente só tem a esperar que grandes coisas aconteçam", afirmou.

Novidades

Participando da Expo como cantor da gravadora Ritmo da Terra - idealizada pelo pastor e cantor Fernando Fé -, Amaury falou sobre o seu trabalho que está sendo exposto no stand da empresa.

"Eu estou trazendo aquele mesmo sertanejo universitário, mas com uma intenção gospel e pop, para dar uma inovada, porque ainda não tem muito disso no meio gospel", lembrou

Amaury Gaudi = "Luan Santana Gospel"?

Apontado como o "Luan Santana Gospel", Amaury falou sobre como vê esta comparação em sua carreira. Segundo o jovem cantor, a referência não lhe traz vantagens pois a intenção entre os projetos dos dois artistas são bem diferentes, mas apesar disso não vê motivos para ficar com raiva quando dizem isso dele.

"O pessoal fala às vezes por causa do timbre ou por sermos da mesma terra, da mesma e faz essa comparação, mas para mim não há vantagem nisso. Eu sou um meio bem diferente do dele. Ele canta no meio secular e nós somos do meio que louva o nome do Senhor Jesus. Mas se o pessoal fala, a gente nem aceita e nem tira, fica numa boa", afirmou

Podendo ser um dos fatores que o levam a ser comparado com o jovem fenômeno do sertanejo universitário secular, o estilo que Amaury segue foi lembrado pelo cantor como uma preferência que já havia desde o início de sua carreira.

"Eu venho do meio secular. Eu tinha uma dupla sertaneja lá em Mato Grosso do Sul, então e cantava sertanejo no meio secular, mas quando o Senhor Jesus me chamou eu só mudei a adoração, que agora é para Ele, mas o estilo continua o mesmo", explicou.

Por João Neto - www.guiame.com.br

veja também