Ameaças à Sociedade Bíblica em Gaza

Ameaças à Sociedade Bíblica em Gaza

Atualizado: Quarta-feira, 6 Agosto de 2008 as 12

ISRAEL E PALESTINA - A Sociedade Bíblica da Palestina foi ameaçada de um ataque à bomba a sua Livraria da Bíblia, em Gaza, e possivelmente da perda de todos os direitos legais para permanecer em Territórios Palestinos.

Na semana passada, o co-proprietário do prédio onde a livraria está localizada exigiu que a Sociedade Bíblica saísse de seu local de instalação. Ele afirma que recebeu uma ameaça de um militante islâmico em Gaza de explodir o prédio na condição da loja permanecer ali. Ele também move ação judicial contra a Sociedade Bíblica exigindo a retirada da condição de proprietária da livraria e a extinção do direito legal da Sociedade de permanecer em Territórios Palestinos.

Em uma declaração, a Sociedade Bíblica convida os cristãos de todo o mundo a "levarem a família cristã em Gaza diante de Deus em oração para que eles continuem fortes e fiéis frente à perseguição".

As ameaças surgidas na semana passada vêm após uma seqüência de eventos trágicos. Em outubro passado, o gerente da loja da Sociedade Bíblica em Gaza, Rami Ayyad, foi seqüestrado e morto. Desde essa data a loja permaneceu fechada. Em abril de 2007, a livraria foi um dos três alvos de ataque à bomba na cidade de Gaza. No dia 25 de julho, um militante islâmico foi morto na cidade de Gaza quando colocava uma bomba junto à porta de um café de internet, cujo proprietário era cristão.

veja também