Americanos comemoram feriado em homenagem a Martin Luther King

Americanos comemoram feriado em homenagem a Martin Luther King

Atualizado: Terça-feira, 18 Janeiro de 2011 as 9:07

O feriado em homenagem ao 82º aniversário do líder dos direitos civis, Martin Luther King, teve um significado ainda maior para a maioria dos norte-americanos este ano, que tentam ver sentido na violência no Arizona.

O Arizona já resistiu à ideia de um feriado federal para Luther King --e no ano passado foi cenário de um afiado debate sobre imigração. Agora, o Estado busca um alívio após o ataque de 8 de janeiro contra a deputada democrata Gabrielle Giffords em um evento público em Tucson.

 "A mensagem de Luther King foi sobre a inclusão e o reconhecimento da dignidade humana, dos direitos humanos e da garantia de que todas as nossas vozes seriam ouvidas", disse Perry Imani, um professor da Universidade de Princeton. "Espero que as pessoas no Arizona, em especial, abracem essa parte de sua mensagem. A política no Arizona muitas vezes parecia girar em torno da exclusão de pessoas".

Martin Luther King 3º, diretor do Centro Martin Luther King em Atlanta, disse que a tragédia do Arizona é uma lembrança sombria de que o país ainda não conseguiu alcançar o sonho de seu pai de uma sociedade pacífica.

COMEMORAÇÃO Barack Obama, sua mulher, Michelle, e as duas do casal, Sasha e Malia, participaram nesta segunda-feira de cerimônia em homenagem a Luther King organizada por voluntários em uma escola de Washington. Michelle Obama, que comemora 47 anos nesta segunda-feira, deve passar o feriado promovendo uma obra voluntária.

Globalmente, 30% dos entrevistados para a pesquisa AP-GfK dizem que vão fazer algo para comemorar o feriado de Luther King este ano, acima dos 23% perguntados em 2006. Cerca de três em cada quatro entrevistados disse que Luther King é merecedor de um feriado nacional.

Segundo Patrick Corvington, chefe da Corporação Nacional de Serviços à Comunidade, mais de um milhão de americanos são esperados para participar de 13 mil projetos em todo o país hoje.

HOMENAGEM Martin Luther King, que nasceu em 15 de janeiro de 1929, foi morto aos 39 anos. Como pastor em Montgomery, Alabama, Luther King liderou o boicote aos ônibus para protestar contra a segregação no transporte público, que ajudou a lançar um grande movimento por direitos civis.

O feriado foi apresentado no Congresso pelo deputado John Conyers, de Michigan, apenas quatro dias após o assassinato de Luther King, em 4 de abril de 1968, no Tennessee. Mais tarde, naquele mesmo ano, a viúva Coretta Scott King iniciou o Centro Martin Luther King no porão da casa do casal, em Atlanta.

Ela também se comprometeu com a proposta de Conyers --uma homenagem irônica a um homem que normalmente não comemorava seu aniversário. O Congresso demorou quinze anos para simpatizar com a ideia.  

veja também