Ana P. Valadão: "Paulo alerta para aproveitarmos as oportunidades sendo ousados com as palavras"

"Paulo alerta para aproveitarmos as oportunidades sendo ousados com as palavras"

Atualizado: Sexta-feira, 21 Dezembro de 2012 as 11:50

 

O ano de 2012 marcou grandes acontecimentos no meio evangélico brasileiro.
 
Ana Paula Valadão, influente líder que participou de muitos desses acontecimentos, escreveu um artigo em que comenta as oportunidades que cada um tem de proclamar o Evangelho.
 
Leia o artigo publicado no site lagoinha.com:
 
 
Vivemos dias muito especiais na nossa nação. O Evangelho do nosso Senhor Jesus cresce. As igrejas se enchem de pessoas buscando em Deus a solução de seus problemas. Aqueles que verdadeiramente entram pelo Caminho, Cristo, experimentam o maior milagre de todos, o novo nascimento. A partir desse milagre acontece a transformação das vidas, famílias, recomeço, novidade de vida.
 
A efervescência dessa fé, quebrando tradições antigas e preconceitos, faz com que pessoas que nunca antes ouviram sobre a fé evangélica* tenham interesse em conhecer o que pregamos, e mais ainda, o que vivemos. Portas de oportunidades, como jamais tivemos na história do país, têm sido abertas. As palavras do Apóstolo Paulo fortalecem meu coração quando sou desafiada a entrar por uma delas: “Aproveitando ao máximo cada oportunidade.”
 
Sou cantora, e os artistas, em todas as culturas, são os que mais aparecem. Carregamos a voz do nosso tempo, ecoando e refletindo o que diz uma geração. As oportunidades para que eu e outros cantores evangélicos apareçamos diante de multidões, seja em eventos, seja na mídia, crescem mais e mais. Nossa responsabilidade é grande. Assim como Ester ouviu de Mordecai, nós ouvimos Deus nos chamando à responsabilidade: “Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à (esta) posição?” (Ester 4.14) Ele nos forjou para Seus propósitos. Ele nos deu visibilidade, multidões, recursos, excelência, notoriedade. Certamente chegamos até aqui para cumprir propósitos eternos de salvação e avanço de Seu Reino. Não podemos perder o foco ou nos deslumbrar com esse momento. Sinto que os planos de Deus vão muito além do que sequer podemos imaginar. Se perseverarmos no Alvo, viveremos o avivamento transformador nesta nação e nas nações do mundo.
 
Paulo nos alerta para aproveitarmos bem as oportunidades sendo ousados com as palavras. Ele diz em Efésios 6.19: “Orem também por mim, para que, quando eu falar, seja-me dada a mensagem, a fim de que, destemidamente, torne conhecido o mistério do evangelho.” Ele convoca a Igreja para orar a fim de que ele consiga cumprir esta missão. Sinto o poder da oração da Igreja todas as vezes em que estou diante das câmeras, em uma entrevista, em um evento, em uma oportunidade de testemunhar do Senhor.
 
Aliás, eu não ouso “subir” para a conquista do monte se o Senhor não estiver comigo, se a Igreja não me sustentar em oração.
 
Mas quero chamar a atenção aqui para todos os crentes, em cima e fora dos palcos. As oportunidades de engrandecer o nome do Senhor acontecem para todos nós. É preciso sabedoria e ousadia. É em uma conversa corriqueira que podemos encontrar a oportunidade de compartilhar o que Jesus fez em nossos corações. É no presente de aniversário ou nas festas de fim ano, com um livro, um CD, uma Bíblia, que aproveitamos a oportunidade. É com um telefonema ou visita na hora da angústia, que as pessoas estão ainda mais abertas para receber uma oração e a mensagem do amor de Deus. É com um ouvido atento, um olhar de aceitação e não de condenação, que tocamos o íntimo de uma pessoa carente de Deus. Paulo nos ensina que devemos aproveitar ao máximo as oportunidades.
 
Além da ousadia e sabedoria com as palavras ele também nos instrui para sermos sábios com a nossa maneira de viver. Esse é o testemunho que fala mais alto. Para as mulheres, ele diz especialmente: “Seus maridos…sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher.” (1Pe 3.1) O compromisso com a família, o respeito ao marido, a doçura para com a esposa, a obediência dos filhos, valores perdidos na sociedade atual, ecoam diante dos que nos observam. Não somos perfeitos, e não queremos iludir quem nos vê. Mas exaltamos a graça de Deus quando vivemos a busca de uma vida piedosa diante dos olhares dos vizinhos, parentes, amigos, colegas de escola e trabalho, o mundo ao nosso redor.
 
“Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem” é um aviso muito importante. Fico impressionada com pequenos comentários de gente que convive conosco em nossas viagens. Produtores dos eventos, pessoas nos bastidores, motoristas das vans que nos levam “pra lá e pra cá”, “soltam” frases que me assustam. Eles estiveram com crentes que não deram bom testemunho. Ao passarem algum tempo conosco reagem como se estivéssemos fazendo algo muito diferente. Na verdade apenas vivemos a vida cristã normal.
 
Eles estão atentos, e pequenos gestos de respeito, gentileza, simplicidade, “preferindo uns aos outros em honra”, gritam como verdadeiro testemunho de vida cristã. Nossa alegria, sem necessidade de falar besteira, também impacta as pessoas. Brincadeiras saudáveis, risos, tudo de forma equilibrada e comedida, também mostra que somos gente feliz de verdade. Orações antes das refeições, leitura da Bíblia, a consagração antes de subir ao palco, pequenos momentos que deveriam ser comuns a todos os que se chamam de cristãos, às vezes causam um assombro tão grande que eu é que me assusto. São pequenos gestos, mas que marcam nosso dia a dia de vida com Deus.
 
Deixo aqui um testemunho dos bastidores do Festival Promessas, uma das maiores oportunidades que já tivemos de evangelizar o Brasil, na maior rede de televisão nacional. Ao preparar os camarins a equipe da Globo Eventos concluiu que não precisava montar um buffet para cada artista. Fizeram uma sala de estar central, com sofás e mesas onde serviram os “comes e bebes”. Afinal, como eles mesmos disseram: “Vocês são diferentes. Os artistas cristãos se abraçam o tempo todo, gostam de conversar, de estar juntos. Vocês torcem uns pelos outros.” Eles nos observam. E graças a Deus, nossa maneira de viver em comunhão está falando alto.
 
E você? Tem aproveitado ao máximo cada oportunidade?
 

veja também