Anderson Zambom diz por que fundou a Igreja Evangélica Inclusiva para partidários de qualquer preferência sexual

Bispo evangélico homossexual afirma: ""Ser gay não é pecado"

Atualizado: Segunda-feira, 2 Abril de 2012 as 12:04

Com apenas 26 anos, Anderson Zambom ganhou destaque ao inaugurar abrir sua própria igreja inclusiva e criada para partidários de qualquer preferência sexual.

Em entrevista a revista Veja o bispo "evangélico" homossexual relatou por que o senhor decidiu abrir sua própria igreja. "Na denominação que eu frequentava, ser gayé motivo de piada. Para os pastores, a homossexualidade é um grande pecado. Então, criei um espaço inclusivo e sem preconceitos para que gays como eu possam expressar sua fé".

Zambom explica que assumiu sua homossexualidade depois de namorar algumas mulheres. " Na adolescência, tive várias namoradas. Os pastores até me pressionavam para que eu casasse. Mas, aos 19 anos, tive meu primeiro namorado e vi que não dava mais para viver com máscaras".

Sobre a igreja que fundou ele afirma famílias e heterossexuais são bem-vindos."Ela é pentecostal e segue o Evangelho. A diferença é que é aberta a todos e abriga quem é excluí­do por causa de sua sexualidade. Mas não será um gueto gay. Famílias e heterossexuais são bem-vindos".

Quando questionado sobre o pecado da homossexualidade o bispo rebate." A Bíblia não fala de condenação à homossexualidade, e Deus não faz distinção entre as pessoas. O problema é que pastores fundamentalistas passam os ensinamentos errados. É evidente que ser gay não é pecado".

veja também