Ap. Renê Terra Nova critica opinião de senadores quanto à homofobia

Ap. Renê Terra Nova critica opinião de senadores quanto à homofobia

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 11:46

O adiamento da pauta de discussão sobre o PLC 122 - projeto de lei que pune atitudes "preconceituosas" contra homossexuais e outras minorias - tem causado revolta entre líderes cristãos de diversas denominações. Após ter protestado em coro com o pastor Silas Malafaia, o apóstolo Renê Terra Nova criticou o posicionamento de diversos senadores que se mostraram a favor da aprovação da lei.

Postando em seu perfil oficial do Twitter, o líder clasifficou a opinião desses políticos como "vergonhosa, vexatória e estimuladora a imoralidade precoce", além de lembrar sobre a distribuição do "kit gay" para crianças.

"Estou vendo a TV Senado, as opinião dos nossos representantes políticos é vergonhosa, vexatória e estimuladora a imoralidade precoce... esse Kit que querem entregar a nossos adolescentes e crianças, é estimular a pensar em um desejo que é abominável por Deus e seus filhos", postou.

Além de falar sobre a gravidade de tal opinião adotada por diversos senadores, Terra Nova lembrou que apesar da existência dos direitos humanos, os cidadãos precisam cuidar para que a imoralidade não seja permitida pela lei.

"Os direitos humanos não podem isentar os deveres humanos. Acredito que cada ser humano pode viver como quiser, desde que, não seja legitimado a imoralidade. Nossas crinças e adolescentes não podem ser despertados para esse aberração, uma vez que na idade adulta o indivíduo é livre para suas opções, mas estimular a isso na tenra infância, é uma catástrofe social, e teremos o comprometimento da saúde familiar. Não podemos nos calar, como se fosse algo que esteja fora do princípio de cidadania.Dizemos não a PL 122 e seus votantes", alertou.

veja também