Ap. Rina exorta líderes inflexíveis em evento de Silas Malafaia

Ap. Rina exorta líderes inflexíveis em evento de Silas Malafaia

Atualizado: Sexta-feira, 3 Dezembro de 2010 as 1:01

A manhã desta sexta-feira (03/12) começou animada em Águas de Lindoia (SP), onde acontece desde o início da semana a 2ª Eslavec. Após louvor com Nani Azevedo, o Kainón contagiou o público com um de seus sucessos. O estilo forró e pentecostal agradou os participantes, que receberam logo após o apóstolo Rina, líder da Igreja Bola de Neve, para mais uma conferência no evento. O preletor chegou acompanhado de diversos pastores de sua denominação, vindos do Nordeste, do Sudeste, do Sul e cidades do interior.

A mensagem do apóstolo defendeu que os líderes devem se abrir para Deus para alcançar o sucesso. Para fundamentar essa verdade, ele recorreu à história do filho pródigo, relatada em Lucas 15. Mas, o foco principal foi o irmão mais velho, que sempre foi fiel ao pai e se sentiu rejeitado ao ver a festa promovida pelo pai quando o filho mais novo e rebelde retornou para casa.

Na figura do filho mais velho, segundo Rina, estão representados os autênticos filhos de Deus, que permanecem fiéis ao seu Pai a todo instante. Estes, porém, precisam atentar para algumas características que evidenciam problemas comuns ao cristão. Um deles é que os veteranos não costumam celebrar quando veem uma conquista, por ter opinião diferente. “O filho mais velho estava no campo. Quando retornou para casa, ouviu uma música. Questionou o empregado sobre o que estava acontecendo e resolveu não participar da festa”, complementou preletor.

Rina explica que muitos estão tão apegados a padrões religiosos, que são inflexíveis com as opiniões contrárias. “Podemos ter pensamentos diferentes e mesmo assim ser submissos a Deus. Mas há líderes que têm dificuldade de lidar e discutir novas ideias. Saibam que é perigoso afastar-nos daqueles que, em amor, criticam-nos e questionam-nos. Se estivermos apenas cercados daqueles que nos elogiam será mais difícil consertarmos nossos erros.” Além disso, ressaltou, temos de entender que Deus possui muitas maneiras para agir e usar seus filhos como canal de bênção para o seu Reino.

A inveja é outra característica que sobressaiu na atitude do filho mais velho. “O que você sente quando abrem uma igreja ao lado da sua e logo crescem? Como você reage quando um ministério prospera mais do que o seu?”, perguntou o preletor ao público. Em seguida, Rina exortou os participarem a avaliarem tudo o que aquele líder próspero viveu e sofreu até chegar àquele patamar. “Quando desejamos aquilo que Deus não nos deu, perdemos até o que temos”, acrescentou. Tudo isso leva ao esgotamento espiritual e emocional.

Por fim, Rina aconselhou os participantes a não se isolarem. Segundo ele, é preciso estar cercado por pessoas em quem possa confiar. Afinal, grandes líderes possuem verdadeiros amigos.

veja também